Por pbagora.com.br

 A Câmara decidiu nesta quarta-feira (27) adiar para terça-feira da semana que vem, dia 3, a reunião de sua Mesa Diretora que irá decidir se abre ou não processo de cassação do mandato do deputado federal licenciado José Genoino (PT-SP).

Preso há mais de uma semana devido à sua condenação a 6 anos e 11 meses, sendo 4 anos e 8 meses de prisão por corrupção ativa –por 9 votos a 1–, e a 2 anos e 3 meses por formação de quadrilha –por 6 a 4, Genoino corre contra o tempo e tenta com o apoio de seu partido conseguir na Câmara a aprovação de seu pedido de aposentadoria por invalidez.

O partido de Genoino acalenta a esperança de que a Câmara aprove seu pedido de aposentadoria ainda nesta semana, o que extinguiria a possibilidade de cassação. A junta médica que avalia o pedido de Genoino irá anunciar a sua decisão às 16h desta quarta, de acordo com a Diretoria-Geral da Casa.

Aos 67 anos, Genoino realizou no meio do ano uma cirurgia de correção da aorta, a principal artéria do corpo humano, e paralelamente ao pedido da Câmara, também tenta obter do STF (Supremo Tribunal Federal) a autorização para cumprir sua pena em casa.

A decisão da Mesa da Câmara sobre a abertura de seu processo de cassação ocorreria amanhã, mas pressão do PT acabou contribuindo para que a cúpula da Casa adiasse o encontro. A justificativa oficial é a de que boa parte dos sete deputados que integram o colegiado –dois deles do PT– têm compromissos inadiáveis em seus Estados.

Caso tivesse o mandato retirado pela Câmara –conforme ordenou o STF–, Genoino perderia direito à aposentadoria integral de R$ 26,7 mil. Hoje ele já recebe uma aposentadoria de cerca de R$ 20 mil, proporcional ao seu tempo como deputado federal. O petista ingressou na Câmara nos anos 80.

 

Folha

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ruy se solidariza com Socorro Gadelha: “Edilma já estava escolhida há tempos”

Com palavras firmes e diretas, o deputado federal Ruy Carneiro fez questão de demonstrar solidariedade à ex-secretária de Habitação de João Pessoa Socorro Gadelha, pelo modo como foi descartada pelo…

Opinião: já são dezesseis pré-candidatos à sucessão de Cartaxo. A maioria quer mesmo é se arrumar…

O quadro sucessório visando as eleições municipais em João Pessoa já registra 16 pretendentes ao cargo hoje ocupado pelo prefeito Luciano Cartaxo e, diz-se, um décimo sétimo estaria para surgir.…