Foto: Keicy Victor

Deputada mais votada nas eleições de 2018, a professora Cida Ramos, do PSB, defendeu, durante entrevista nesta quarta-feira (09) que os agentes públicos que forem comprovadamente culpados em qualquer tipo de escândalo envolvendo o dinheiro público que sejam punidos na forma da lei, todavia, lamentou a existência de condenações prévias. As declarações da parlamentar dizem respeito aos desdobramentos da 5ª fase da Operação Calvário, deflagrada nesta manhã e que culminou com a prisão do secretário-executivo de Turismo, da Paraíba.

“Investigar é uma etapa, ninguém pode ser condenado a priori. Continuo com a mesma tese que sempre defendi: defendo o estado democrático de direito, que quem tem responsabilidade seja, a justiça possa fazer o seu papel e as pessoas se defenderem e quem tiver responsabilidade, obviamente, vai ter que responder por isso”, asseverou.
A socialista disse ainda que é governo, faz parte do governo e que continuará trabalhando em prol da Paraíba.

“Nós temos um governo operoso, que hoje mesmo vai estar entregando a Polícia Científica em Cajazeiras, um governo que tem trabalhado muito e é isso que eu posso dizer, que a gente vai continuar fazendo aquilo que a gente se propôs que é poder dar continuidade às obras, ações, serviços e programas, seja de infraestrutura, seja na área social. Eu fui eleita para defender isso, para defender os direitos e políticas sociais e vamos ampliar nossa atuação cada vez mais”, arrematou.

 

PB Agora

Total
1
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

JP: vereadores tentam justificar prazo vencido para apresentação da LOA 2020

A proposta da Lei Orçamentária Anual (LOA) 2020, da Prefeitura Municipal de João Pessoa, apesar de já está com prazos vencidos de apresentação na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP),…

Sexta fase da Operação Calvário cumpre mandados de busca e apreensão, na PB

Mais uma fase da Operação Calvário foi deflagrada nesta terça-feira (15). O Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público da Paraíba (Gaeco/MPPB) cumpre, desde as primeiras horas da manhã…