Por pbagora.com.br

O desembargador Ricardo Vital de Almeida deu um prazo de 72 horas para que quatro investigados no âmbito da Operação Calvário se manifestem sobre eventuais violações das normas de uso da tornozeleira eletrônica.

Os intimados são Coriolano Coutinho, irmão do ex-governador Ricardo Coutinho, o ex-procurador-geral do Estado, Gilberto Carneiro, a ex-secretária e atual prefeita de Conde, Márcia Lucena, e José Arthur Viana Teixeira, ex-coordenador de Metrologia Legal do Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial da Paraíba (Imeq)

O prazo determinado pelo desembargador Ricardo Vital, relator da Operação calvário no Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), começou a contar desde ontem (10), data em que a intimação foi encaminhada aos investigados.

A decisão foi publicada no Diário da Justiça Eletrônica desta sexta-feira (11).

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Romero recepcionará Bolsonaro nesta 5ª-feira em CG e aproveitará para tratar de assuntos administrativos

Em entrevista à rádio Campina FM, o prefeito Romero Rodrigues (PSD) confirmou que irá ao aeroporto João Suassuna nesta quinta-feira (1º) para recepcionar e tratar de assuntos administrativos com o…

Gastos de Walber com locação de veículos daria para comprar seis carros populares em um só ano

Assessoria alega que gastos com locação é direito de todo parlamentar e que valores condizem com preço praticado no mercado O valor de R$ 155.700 desembolsado pelo deputado estadual Walber…