Em contraponto as declarações dadas ontem (12), pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que fez sua live semanal no Facebook, usando uma máscara, ao lado do lado do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, descorajando a população a ir às ruas no domingo (15) e considerou que as manifestações devem ser adiadas para outro momento, “para daqui a um ou dois meses”, o deputado estadual Cabo Gilberto (PSL), em entrevista ontem ao portal disse que na Paraíba o evento está mantido.

“De fato o coronavirus está causando pânico à população mundial é  um surto, mas o movimento está mantido no dia 15. O que sabemos é que na Paraíba até o momento não foi registrado nenhum caso e no Brasil são poucos casos. Eu entendo que as pessoas que estejam gripadas não se dirijam ao movimento, mas no mais vai ser um movimento pacifico em apoio ao Governo Federal”, disse Cabo.

“Esse movimento não fui eu que programei, é um movimento popular espontâneo. Reconhecemos a legitimidade do movimento. E o povo na rua, como sempre se manifestou, de forma pacífica, é direito dele. Obviamente, da minha parte, ninguém pode atacar parlamento, legislativo e judiciário”, frisou Bolsonaro.

“Estou usando máscara, porque na recente viagem que fizemos para os Estados Unidos, uma das pessoas que veio comigo no voo, quando desceu em São Paulo, fez exames e deu positivo [para o coronavírus]”, justificou o presidente. Ele e o ministro Mandetta falaram sobre os cuidados básicos que a população deve ter para prevenir a contaminação pelo vírus. O presidente chegou a passar álcool gel durante a transmissão.

“Todos que estiveram no voo coletaram [sangue para o teste] e ainda não tem resultado. Nas próximas horas deve sair o resultado”, completou. Até a conclusão do exame, a recomendação é o presidente permanecer no Palácio do Alvorada.

“Um homem de 64 anos, que tem o sistema imunológico forte, tem que manter o cuidado por conta das outras pessoas. Se der positivo, vai ter que despachar daqui, a gente vai recomendar o isolamento domiciliar. Se não der positivo, ou der outro vírus, a gente libera”, disse o ministro da Saúde. Bolsonaro completa 65 anos no próximo dia 21.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Julian se contrapõe a posicionamento de Bolsonaro sobre retornar à normalidade

O deputado federal Julian Lemos voltou a usar suas redes sociais para revelar divergência do seu ponto de vista em relação ao adotado pelo presidente Jair Bolsonaro no que tange…

Opinião: radicais petistas e bolsonaristas repetem a história de conflitos armados para legitimar seus discursos

A tarde findou, e com ela a incerteza do que poderia escrever nesta coluna. Assuntos mil; todos relativos à pandemia causada pelo novo coronavírus estavam (e estão) ao meu dispor.…