Por pbagora.com.br

O prefeito Bruno Cunha Lima comemorou, em entrevista, os bons números apresentados por Campina Grande em termos se geração de empregos nos três primeiros meses deste ano. Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), do Ministério da Economia, o Município teve um saldo positivo de 1,2 mil novos postos de trabalho com carteira assinada.

No momento, segundo destaca Bruno, só o setor de call center em Campina Grande (representado pela AeC, no Cruzeiro, e a Orbital, no Catolé) estão oferecendo cerca de 700 vagas para jovens. E há informações seguras da abertura de novos postos se trabalho no segmento, nos próximos meses, seguindo a política de incentivo e garantia de infraestrutura da Prefeitura de Campina Grande às empresas, iniciada na gestão do ex-prefeito Romero Rodrigues e dinamizada na atual administração.

Os empregos

Serviços é o setor que tem oferecido a maior disponibilidade de vagas (761) no acumulado do ano, seguido por Construção Civil (654) e comércio (496), totalizando 1.293 novos postos de trabalho com carteira assinada.

A maioria das vagas foi preenchida por trabalhadores que se identificam com o gênero masculino (764). Já as mulheres ocuparam 529 das vagas abertas no período apresentado. A faixa etária predominante dos trabalhadores recolocados no mercado de trabalho varia de 18 a 25 anos.

Rosália: facilidade de diálogo do Governo Bruno.

Na avaliação da secretária de Desenvolvimento econômico, Rosália Lucas, os números do CAGED são o reflexo dos esforços empenhados pela Prefeitura de Campina Grande para atrair investidores para o Município.

“A gestão do prefeito Bruno Cunha Lima tem- se destacado pela facilidade em dialogar com todos os setores da economia produtiva da nossa cidade. Fator importante para que os investidores continuem investindo na cidade e outros procurem Campina para fazer negócio, a exemplo da Havan, gigante do varejo nacional, que já está se instalando na cidade”, pontuou Rosália.

Empresas de Call Center

Atualmente empregando mais de sete mil trabalhadores, as duas empresas de Call Center instaladas em Campina Grande (AeC e Orbitall) são unanimes ao destacar as características da mão-de-obra do Município.

Segundo Celso Mateus, vice-presidente de Operações e Transformação Digital, Campina Grande dispõe de boa localização, com mão- de-obra qualificada (por conta das suas diversas instituições de ensino) e mostrou, ao longo dos últimos anos, uma verdadeira vocação tecnológica, com iniciativas como o Parque Tecnológico, incubadora de empresas e jovens extremamente estimulados e interessados neste mercado da tecnologia e inovação.

“Além disso, Campina tem uma população maravilhosa e acolhedora que há quase uma década recebeu a AeC de braços abertos e supera dia a dia a expectativas e os desafios do mercado e da AeC”, disse o vice-presidente da empresa.

Assessoria

Notícias relacionadas

Bruno defende volta de Cássio à cena política: “Tem importância e grandeza”

Bruno Cunha Lima (PSD), prefeito de Campina Grande, defendeu, durante entrevista nesta quinta-feira (13), que o ex-senador Cássio Cunha Lima (PSDB) seja candidato nas eleições do ano seguinte. Ele cogita,…

Progressistas vira ‘noiva cobiçada’ da situação e da oposição para as eleições de 2022

O partido Progressistas, da senadora Daniella Ribeiro e do deputado federal Aguinaldo Ribeiro, respectivamente, pode ser o fiel da balança nas eleições do ano que vem. A legenda tem vínculos…