O presidente Jair Bolsonaro vai anunciar na terça-feira (12) que vai deixar o PSL. De acordo com a revista Crusoé, uma reunião com parlamentares apoiadores do mandatário foi marcada para as 16 horas, no Palácio do Planalto. Foi convocada também a ala ‘pró-Luciano Bivar’, presidente da sigla. Bolsonaro deve anunciar que vai criar um novo partido, ‘Aliança‘, e que os deputados que quiserem podem fazer parte, porém deixou claro que alguns deputados Federais atuais no PSL, não poderão ingressar na nova sigla, entre os quais o deputado federal e presidente estadual do PSL, Julian Lemos.

Já em entrevista ao site O Antagonista, Bolsonaro afirmou que sua desfiliação deve ocorrer em dezembro e que as assinaturas para a criação do novo partido serão colhidas por um aplicativo. Bolsonaro, que havia revelado sua intenção em criar o Partido da Defesa Nacional, revelou o nome ‘Aliança’ para a legenda.

Apesar de ter convocado os parlamentares da legenda para o encontro, alguns não foram convidados. Entre eles, o próprio Bivar e o ex-líder da bancada na Câmara, Delegado Waldir.

Além deles ainda está o deputado federal paraibano Julian Lemos, que causou polêmica ao criticar os filhos de Bolsonaro, a ex-líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann, e o porta-voz de Bivar, Junior Bozzella.

 

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Petista diz que decisão favorável a RC ‘coloca ordem na casa’

O presidente do diretório estadual do PT, Jackson Macêdo, considerou em entrevista a uma emissora de rádio de João Pessoa, que a manutenção da liberdade do ex-governador Ricardo Coutinho pelo…

Ronaldo Guerra nega sondagem do Cidadania a Bruno Cunha Lima em CG

O presidente estadual do Cidadania, atual partido do governador da Paraíba, João Azevêdo, Ronaldo Guerra, negou, em contato com o portal PB Agora, na tarde desta sexta-feira (21), qualquer sondagem…