A Paraíba o tempo todo  |

Bolsonaro inaugura exposição no Planalto das roupas que ele e Michelle usaram na posse

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) realizou na última segunda-feira (7) uma solenidade no Palácio do Planalto para expor seu traje utilizado na posse presidencial. O ato durou cerca de 10 minutos e foi acompanhado por dezenas de servidores, entre eles os ministros Ernesto Araújo (Relações Exteriores), Braga Netto (Casa Civil), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo), Marcelo Álvaro Antônio (Turismo), Jorge Oliveira (Secretaria-Geral) e Onyx Lorenzoni (Cidadania). O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, também compareceu.

A exposição no térreo do Planalto também traz o vestido usado pela primeira-dama Michelle Bolsonaro na cerimônia de posse em 1º de janeiro de 2019. O evento inicialmente não constava na agenda do presidente e foi incluído entre os compromissos oficiais do mandatário no início da tarde da segunda-feira (7).

Depois do ato, foi realizado uma recepção para convidados no Planalto, no mesmo andar onde fica o gabinete presidencial. Tanto Bolsonaro quanto Michelle usaram o evento para destacar o trabalho dos profissionais que confeccionaram suas roupas usadas na posse.

O presidente foi além e fez publicidade do alfaiate que fez seu terno e divulgou o endereço do ateliê do profissional em Brasília.

“De vez em quando ele faz um novo terno para mim, a um preço bastante razoável. Foi feita uma amizade entre nós e hoje ele tem um ateliê aqui em Brasília. Qual o endereço?”, disse Bolsonaro no evento, ao lado de seu alfaiate, da estilista e da costureira que confeccionaram o vestido usado por Michelle.

“Quanto mais terno fizer lá [em seu alfaiate] mais eu ganho aqui. Ele acabou de marcar história, o terno é de qualidade, e é uma nova marca que aparece no mercado”, concluiu o presidente, que contou ainda ter recebido de graça o conjunto utilizado na posse presidencial.

Bolsonaro reservou o tempo para participar da exposição um dia depois de o STF (Supremo Tribunal Federal) ter vetado a reeleição do deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Davi Alcolumbre (DEM-AP) nas presidências da Câmara e do Senado, respectivamente.

O presidente foi questionado por jornalistas ao final do evento, mas não respondeu.
“Que Congresso? Que Congresso? Decisão do STF?”, disse Bolsonaro antes de deixar o ato.

Além da exposição de suas roupas, Bolsonaro teve nesta segunda reuniões com ministros, assessores e com o procurador-chefe da Procuradoria da República no Distrito Federal, Cláudio Drewes José de Siqueira.

Redação com Folha

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      10
      Compartilhe