A Paraíba o tempo todo  |

Bolsonarista raiz, Walber Virgolino evita comentar denúncia contra ministro Paulo Guedes

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE


Bolsonarista raiz, o deputado estadual Walber Virgolino, do Patriota, minimizou, durante entrevista nesta segunda-feira (04), as denúncias contra o ministo da economia do Governo Bolsonaro, Paulo Guedes, de que ele possui Offshore Milionária em Paraísos Fiscais, conforme reportagem publicada pela mídia nacional nesse final de semana.


Para o parlamentar, o debate sobre o tema é prematuro. Ele alerta ainda que todos os dias criam-se factoides envolvendo a gestão bolsonarista e que essa pode ser mais uma.
O paraibano, que é delegado da Polícia Civil por formação, ainda lembrou que ao pouco que conhece sobre o tema, o ministro já possuía essas movimentações antes mesmo de ser alçado ao primeiro escalão da gestão federal.


“Todos os dias a oposição cria factoides em relação ao Governo Bolsonaro. Eu tomei conhecimento de forma superificiel, até onde eu tomei conhecimento essas contas foram perpetradas antes dele ser ministro, na vida civil dele, mas vou esperar tomar conhecimento mais aprofundado para tecer algum comentário antes de analisar o raio x da situação. Todos os dias criam-se histórias sobre o governo e eu não serei leviano de comentar um assunto que ainda está prematuro. Quando as coisas se clarearem mais aí eu darei uma opinião mais fundamentada”, disse o paraibano.


Conforme a investigação, Paulo Guedes, pode ter lucrado mais de R$ 16 milhões de reais com a desvalorização do real diante do dólar durante o governo de Jair Bolsonaro. Investigação divulgada neste domingo (3) revelou que o economista possui investimentos de 9,5 milhões de dólares (aproximadamente R$ 35 milhões na época do aporte) em uma empresa offshore nas Ilhas Virgens Britânicas.


A Pandora Papers, investigação sobre offshores abertas em paraísos fiscais, revela que o ministro da Economia possui empresa e manteve seus negócios nesses locais mesmo depois de fazer parte do governo federal, em 2019. Segundo especialistas, há conflito de interesses na atuação.

PB Agora, com portal R7

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      27
      Compartilhe