A Paraíba o tempo todo  |

Barreto denuncia fraudes em doações pró RC

Barreto apresenta documentação de supostas fraudes em doações de campanha de RC e promete entregá-los a Receita , PF e MPF

Cumprindo com o prometido, o professor Francisco Barreto (PTN), apresentou durante entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (30) uma farta documentação contra o prefeito de João Pessoa Ricardo Coutinho (PSB), das quais classificou de “BOMBA”.

Segundo Barreto, as mais de 9.700 cópias comprovam irregularidades nas doações da última campanha eleitoral do socialista. Para que as denúncias sejam investigadas, todos os documentos serão encaminhados em forma de denúncia aos órgãos fiscalizadores competentes, tais como a Receita Federal, a Policia Federal e ao Ministério Público Federal

De acordo com a denúncia, os recibos das doações efetivados na campanha a reeleição do prefeito Ricardo Coutinho foram, na maioria das vezes, feitos em nome de terceiros. Conforme Barreto, tais procedimentos eram feitos na sucursal do Banco do Brasil na prefeitura de João Pessoa e quase sempre eram feitos fora do horário do expediente. Barreto ainda denuncia que muitos desses recibos sequer eram assinados, e quando continham as assinaturas, estas estavam rasuradas:

“Pode até não ocorrer a ilegalidade e não vou correr o risco de ser processado, isso no minímo é anti-ético e imoral, tem doadores que nem se quer assinaram recibo e muito menos depositaram dinheiro”, explicou.
 

Barreto ainda definiu como supreendente os gastos apresentados pelo comitê de campanha de Ricardo que teve gasto zero, onde não houve encargos e gastos com carros de som, nem despesas com comícios. Para o professor,  tais práticas não podem passar em branco, já que os volumes de papéis escondem uma realidade nebulosa que não aparecem no Tribunal de Contas. ” tais abusos são extratosféricos”.

Guia Eleitoral

Uma das últimas acusações do professor Francisco Barreto foi ao que diz respeito ao guia eleitoral do prefeito Ricardo Coutinho nas eleições de 2008. Segundo a denúncia, o guia custou mais de R$ 329 mil e esse valor estar aquém do apresentado nas prestações de contas. Ainda conforme Barreto, “coincidência ou não”, a empresa envolvida com a transmissão do guia eleitoral é a Antares, atual contratada do Governo Municipal.

Doação fictícia

Barreto também denunciou doações fictícias em prol da campanha do Mago em 2008, a exemplo de um documento assinado pelo ex-deputado Gilvan Freire (PMDB) doando R$ 10 mil. Apesar do documento, Gilvan enviou um documento mostrando que aquela não era a sua assinatura e negou veementemente a doação de qualquer tipo de valor em prol da campanha de Ricardo Coutinho.

“Agradeço os girassóis, mas não faço denuncias de má fé. Essas denúncias é alegando a existência de doadores fantasmas, que passou despercebido pelo TCE, espero que a justiça verifique isso para que não aconteça a mesma coisa agora”, relatou.

Contratações irregulares

Barreto lembra ainda que foi denunciado e injuriado por ter denunciado o “inchaço” na folha de pessoal da PMJP. “Tenho em mãos uma listagem com os nomes de mais de 11 mil prestadores de serviços que a prefeitura contratou e isso por baixo deve gerar uns 50 mil votos”, disse.

Rebatendo Sandra Marrocos

Após descobrir que a vereadora Sandra Marrocos classificou as denúncias reveladas na manhã de hoje como “fantasiosas”, o professor explicou que não teria como criar toda uma papelada . “Sandra devia cuidar da retaguarda do Orçamento Democrático que é uma vergonha”

 


PB Agora
 

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe