O presidente do PT na Paraíba, Jackson Macedo, já havia declarado o seu posicionamento com relação a crise instalada no PSB do estado.

Aliado do projeto, Jackson disse que continuava dando o total apoio a João e lutando pela unificação do grupo. Mas, um áudio provavelmente vazado de uma conversa por aplicativo de mensagens, colocou em xeque o posicionamento do petista.

Na gravação Jackson diz caso João Azevêdo rompa com Coutinho e vá para um partido mais de direita, o PT não irá se privar da decisão de também romper com o governo.

“Se por alguma decisão política João e seu grupo político decidirem sair do campo e ir para um partido de linha mais conservadora, o PT não pode se privar de, imediatamente, tomar a decisão de romper com o governo. Mas romper agora? Sair do governo agora? A quem interessa isso? questionou.

PB Agora

Total
3
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

2020: deputado aliado de João defende a unificação da oposição em CG

Pré candidato a prefeito de Campina Grande, o deputado estadual Inácio Falcão (PCdoB), defendeu, nesse fim de semana, a unificação da oposição para enfrentar o candidato a ser apresentado pelo…

CONTRA A INTERVENÇÃO: vereadores do PSB de João Pessoa renunciam a cargos que ocupavam na sigla

Na manhã desta segunda-feira (23), o vereador Léo Bezerra entregou a condição de líder do PSB na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP). O parlamentar declarou que estava desconfortável no…