Por pbagora.com.br

Os 11 ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) julgam o pedido de habeas corpus (HC) preventivo do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva.

O plenário da Corte é o único obstáculo entre ele e a execução da pena. Condenado em segunda instância a 12 anos e 1 mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá (SP), o petista pode se tornar o primeiro ex-presidente preso após a redemocratização do país.

Fux e Rosa, Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin, negaram o pedido da defesa de Lula para evitar a prisão dele na Operação Lava Jato após o fim da análise dos recursos na segunda instância. Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Marco Aurélio Melo votaram a favor de que Lula só possa ser preso após ter seus recursos julgados pelo STJ. Ainda faltam os votos de dois ministros. Placar atual é de 5 a 4 contra o ex-presidente.

Se o pedido for rejeitado, Lula pode ficar diante da possibilidade de um mandado do juiz Sergio Moro determinando a imediata execução da pena, de 12 anos e um mês de prisão.

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

RC confirma vinda de Lula à PB para participar de sua campanha eleitoral

Após a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann confirmar o apoio do partido à candidatura do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) na disputa eleitoral em João Pessoa, agora foi a vez…