Por pbagora.com.br

Um dia após o racha no PSB paraibano, que movimentou os bastidores da política no estado, o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba Adriano Galdino reafirmou que não há mais clima, especialmente para ele, de se manter na sigla.

Impedido de sair do partido por conta do cargo que ocupa, tendo que se manter fiel à sigla até abril de 2022, Adriano disse que o ideal seria que o PSB deixasse quem tem o desejo de se desfiliar que o faça de forma amigável, ou se for o caso que aconteça a expulsão daqueles que não comungarem com a nova direção e os rumos que o partido tomou e deve tomar na Paraíba.

“Eu sei que vou sair, mas pra onde ainda não decidi. Eu legalmente só posso sair em abril de 2022, mas se o PSB me fizer o favor de me conceder o direito de sair de forma amigável ou então me expulsar, seria um favor” declarou.

Galdino ainda reforçou a necessidade mesmo em meio a tribulação o ideal é que se mantenha a governabilidade.

“Bom para a Paraíba e para os paraibanos é manter a governabilidade e esse é meu propósito como presidente” defendeu.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

TSE afirma que são falsas as acusações de votos duplicados

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rebateu nesta quarta-feira (26) postagens nas redes sociais que afirmam que candidatos pelo país tiveram votos duplicados ou alterados pela Justiça Eleitoral. De acordo com…

PBAgora/Datavox: expectativa de vitória pró Cícero é de 55,4%

A pesquisa Datavox, contratada pelo portal PB Agora, divulgada nesta quinta-feira (26) apontou o candidato Cícero Lucena (PP) com a maior expectativa de vitória na opinião dos entrevistados. Para 55,4%…