Por pbagora.com.br

A celebração da aliança entre o PT e o PCdoB em João Pessoa distância antigos aliados do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) de uma eventual colocação do seu nome no cenário de pré-candidatos a prefeito da capital. Apesar de ontem (25), o socialista ter conseguido uma vitória ainda parcial na justiça eleitoral no qual o relator no caso Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), de nº 0001514-74.2014.6.15.000, que pede a inelegibilidade de RC, por suposto abuso de poder político no período de sua reeleição para governador, em 2014, permitiu sua elegibilidade.

Ocorre que tento o PCdoB afirmado que apoiará a pré-candidatura do petista o deputado Anísio Maia a prefeitura da capital, Ricardo mesmo se conseguir sua elegibilidade pode ficar sem tempo de televisão para sua postulação. Maia após anúncio do apoio dos comunistas demostrou um certo alivio. “As nossas composições serão baseadas na defesa de programas dentro de um cenário progressista, democrático e popular. É importante ressaltar que as duas legendas vêm construindo alianças em defesa da democracia em todo o país”, disse o petista.

Julgamento de RC- O julgamento remoto na noite de ontem (25), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) retomou a análise da Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), de nº 0001514-74.2014.6.15.000, que pede a inelegibilidade de Ricardo Coutinho (PSB), por suposto abuso de poder político no período de sua reeleição para governador, em 2014. Na leitura do voto, o ministro relator da matéria, Og Fernandes se manifestou pela rejeição do recurso e manutenção da elegilidade do ex-governador socialista.

O relator do recurso interposto pela coligação “A Vontade do Povo”, do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), contra decisão do Tribunal Regional da Paraíba, deu provimento parcial ao pedido. Ele negou a cassação do ex-governador, manteve a elegibilidade, porém, aumentou o valor da multa originalmente aplicada pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), ampliando a multa de R$ 30 mil para R$ 70 mil.

Redação

Notícias relacionadas

Em reunião com presidente do BB, Daniella Ribeiro recebe garantia que banco não demitirá funcionários na PB

Senadora levou demandas da categoria e tratou sobre fechamento de agências no Estado Durante reunião remota realizada na manhã desta terça-feira (23/02), o presidente do Banco do Brasil, André Brandão,…

Tucana aprova medidas restritivas da PB e em JP contra a covid-19

Viúva do ex-deputado estadual João Henrique (PSDB), morto vítima da Covid-19, a deputada federal Edna Henrique (PSDB), apesar de integrar a bancada de oposição ao governador João Azevêdo (Cidadania), disse…