Por pbagora.com.br

 Após a polêmica da possível adesão dos deputados Raniery Paulino e Ricardo Marcelo, ambos do PMDB, à base de sustentação do Governador Ricardo Coutinho (PSB) na Assembleia Legislativa, Raniery comentou ao PB Agora sobre essa possibilidade, assim ele deixaria a oposição e poderia ir para a base aliada, votando a favor de matérias de apoio ao Governo do Estado.

 

Para o parlamentar, muitas matérias do Governo já tiveram seu apoio, já que tem adotado uma postura independente, mas também não descartou integrar a base.

 

O PMDB possui quatro deputados na Casa, Jullys Roberto, Nabor Wanderley, Raniery e Ricardo Marcelo. Para efeitos das Comissões, o PMDB faz parte de um bloco independente, já que no momento de estabelecer as cotas, a sigla estava dividida.

 

“Eu não faço parte da bancada de Governo, isso está em discussão. O que eu vou fazer é votar em matérias de interesse do povo da Paraíba, isso independente de quem venha. Tem matérias minhas que o Governo já votou favorável e outras não”, disse Raniery destacando que apoiou todas as matérias do Governo relativas a pedidos de empréstimos.

 

Na sua visão, não é tudo que vem do Governo que deve ser aprovado, como também nem tudo quem vem deve ser rejeitado, devendo assim haver  um critério de independência na Casa.

 

“Tem que fazer uma análise e o que for de interesse do povo e do que defendo eu não vejo problema em votar favorável, mas também temos que ter altivez para criticar o que vem de errado”, disse.

 Caso Raniery decida aderir ao esquema governista, as previsões do líder da situação na Casa, Hervázio Bezerra (PSB) se concretizam, com a bancada de RC contabilizando 25 deputados e a oposição 11.

 

 

Vanessa de Melo

PB Agora

 

Notícias relacionadas

Bruno Cunha Lima formaliza decisão de não assumir vaga na Câmara

O prefeito Bruno Cunha Lima, de Campina Grande, formalizou na noite desta sexta-feira, 9, comunicado à Presidência da Câmara dos Deputados, dando conta de sua impossibilidade de assumir vaga de…

Opinião: mesmo com negacionismo de Bolsonaro, JP e a PB dão exemplo contra a covid

O poeta russo Vladimirovitch Maiakovski certa vez escreveu: “Não estamos alegres, é certo, mas também por que razão haveríamos de ficar tristes? O mar da história é agitado. As ameaças…