Por pbagora.com.br

Uma das principais lideranças nacionais do PSB, o ex-governador Ricardo Coutinho, defendeu, em entrevista ao PB Agora, uma frente de partidos de esquerda e campo democrático popular para combater as “forças conservadoras e inconfiáveis” no Brasil e na Paraíba. A declaração do ex-governador ocorre no dia seguinte à criação da ‘Unidade Democrática pela Paraíba’, formada por, além do PSB, PT, PV, PSOL, PCdoB e UP.

“A partir dessa base sólida, com identidade programática, quem quiser apoiar o projeto nacional, tudo bem, mas sem qualquer dependência das candidaturas dessas forças retrógradas. Ao mesmo tempo, oferecer à Paraíba uma opção democrático-popular que retire o nosso Estado desse imobilismo cruel em que se encontra”, explicou.

Para Ricardo, a união dos partidos é necessária para que seja construída uma base sólida de apoio a uma candidatura nacional independente de “oportunistas e traidores conservadores”.

“Precisamos ter uma base sólida para amparar uma candidatura nacional que retire o Brasil das garras do bolsonarismo e não dá para confiar em oportunistas e traidores conservadores”, afirmou.

 

Da Redação

Notícias relacionadas

“O principal fiscal é a consciência”, diz Bruno, sobre restrições em CG

O prefeito Bruno Cunha Lima confirmou na manhã desta sexta-feira, 14, durante entrevista à Rádio CBN, que assina hoje um novo decreto com medidas ainda mais restritivas para a prevenção…

Efraim Filho já conta com apoio de 80 prefeitos e fortalece base na busca pelo Senado

Em entrevista, o deputado federal Efraim Filho revelou que já conta com o apoio de 80 dos 223 prefeitos da Paraíba na busca pela disputa por uma vaga no Senado…