Por Eliabe Castor

Eu poderia iniciar este artigo com um artigo definido ou indefinido. Falo do início, seja ele definido ou indefinido. O trocadilho é proposital. Mas iniciei de forma supostamente assertiva com a primeira pessoa do singular, a fim de afirmar que um determinado poeta, dramaturgo e ator inglês escreveu em um das suas obras a seguinte frase: “Há mais coisas entre o céu e a terra do que pode imaginar nossa vã filosofia”.

Pois bem! Foi de um “tal” William Shakespeare que surrupiei a frase. As mesmas dúvidas pairam sobre o deputado federal Ruy Carneiro (PSDB) e o ex-senador tucano Cássio Cunha Lima. O que está acontecendo com os dois? Unha e carne. Gêmeos siameses há pouco tempo, um e o outro não tocam em seus respectivos nomes.

Fato interessante é que Ruy Carneiro, enquanto candidato a prefeito de João Pessoa, parece não se lembrar de Cássio Cunha Lima. E a recíproca é verdadeira. Parece que há um código de respeito sobre as mentes dos já referidos, que ainda o eleitor não descobriu, mas que tudo pode estar em um pote escondido e cheio de mágoas.

Fato é que o cordão umbilical do criador e da criatura está fragilizado. Só como recordação, Ruy foi o vice de Cunha Lima em 2014, quando disputaram o governo do Estado. Derrotado nas urnas, Carneiro acabou nomeado assessor parlamentar de Pedro Cunha Lima — filho de Cássio — na Câmara dos Deputados, até ser eleito deputado federal em 2018.

Mas, vamos em frente, nesse grande mistério. Expoente maior do PSDB na Paraíba, embora tenha amargado uma derrota nas urnas em 2018, não se reelegendo senador, Cássio Cunha Lima é figura vital na política paraibana, como foi seu pai, Ronaldo Cunha Lima, cujas referências são dispensáveis por ter sido ele grande político paraibano.

E naquela já “batida” do perguntar não ofende… qual o motivo de Cássio e Ruy, antes uma dupla dinâmica, não falarem (bem) um do outro em reta final de campanha eleitoral? Por que Ruy não traz em seu guia nenhuma declaração de Cássio pedindo votos para si? Eis o mistério.

Lembrando que “Há mais coisas entre o céu e a terra do que pode imaginar nossa vã filosofia”.

“E assim caminha a humanidade. Com passos de formiga e sem vontade”. Fala Lulu!

 

Por Eliabe Castor

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Desmascarando fake news: certidões do TRE e TCU provam que Cícero é ficha limpa e 100% elegível

Os advogados da coligação “Pra cuidar de João Pessoa” apresentaram nesta quinta-feira (26) duas certidões como resposta a mais uma onda criminosa de fake news plantadas contra o candidato à…

“Esse é o momento em que se deve ter espírito público” diz Aguinaldo sobre priorização da reforma Tributária

O deputado federal e relator da reforma Tributária, Aguinaldo Ribeiro (Progressistas), defendeu, durante entrevista à CNN na noite dessa quinta-feira (26), um direcionamento por parte do governo federal para que…