Por pbagora.com.br

 O deputado federal André Amaral, do PMDB, em entrevista ao portal PB Agora, na noite desta segunda-feira (06), rechaçou a tentativa do suplente Evisnaldo Cruz de Andrade, mais conhecido como “Elvis” de questionar sua filiação partidária junto ao PMDB e assim tentar emplacar o mandato de deputado federal no “tapetão”.

Amaral admitiu que seu nome ainda não consta nos anais do Tribunal Superior Eleitoral, mas não por conta dele, e sim devido à precariedade do sistema. Apesar disso, conseguiu, a tempo, regularizar toda a situação na justiça eleitoral, sendo escolhido candidato na convenção, registrando posteriormente a candidatura, e sendo diplomado logo após o pleito como primeiro suplente da legenda.

“Á época em que fui registrar minha filiação o sistema não abria, então fiz uma petição ao juiz informando que estava filiado ao partido, o juiz acatou, entendendo que o sistema era precário, emitiu as informações para justiça eleitoral e para o Ministério Público e hoje sou filiado ao PMDB, tanto é que fui diplomado suplente e depois deputado com mandato”, disse.

Segundo Amaral, os que questionam sua filiação ao PMDB querem apenas zombar da justiça eleitoral.

“Eu estou tranquilo demais, e mesmo que eu não fosse filiado, todos os prazos já caducaram. Mas meu bom direito é que sou filiado no tempo certo, dizer que não sou filiado é tentar zombar da capacidade dos juízes. Minha filiação foi transitada em julgado, fui ao cartório, fiz tudo dentro dos trâmites legais, tanto é que hoje sou deputado”, ratificou.

Amaral acredita que o suplente entrou com o questionamento da filiação nutrindo um sonho de ser deputado, e para isso, tenta criar brechas que não existem na lei.

“O cidadão que questiona, no entanto, é inelegível, porque não prestou contas à justiça, já eu prestei, sou ficha limpa”, finalizou.

 

Márcia Dias

PB Agora

Notícias relacionadas

PB encerra a semana com a maior redução no número de mortes por covid do Brasil

Após muito sufoco nos últimos dias, a Paraíba encerrou a semana com a maior redução de mortes por Covid-19 no Brasil, na média móvel dos últimos 7 dias, e como…

Sem unidade, esquerda pode ficar fora do 2º turno em 2022

O presidente estadual do Partido dos Trabalhadores na Paraíba, Jackson Macedo, disse em entrevista a imprensa que os partidos do chamado campo democrático podem ficar de fora de um possível…