Por pbagora.com.br
 
 

“Nunca recebi nada de ninguém e tenho como provar a minha inocência”. A declaração foi dada nesta terça-feira (07), durante entrevista, pelo ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, do PSB. Segundo ele, que virou alvo da Operação Calvário, acusado de desvios milionários na Saúde da Paraíba, a estratégia que a justiça adota é apenas para inviabilizar sua postulação, assim como fizeram com o ex-presidente Lula.

“O grande problema é que a minha caminhada política e administrativa incomoda muita gente, pois sempre governei com posição política. O que estão fazendo comigo foi o mesmo que fizeram com o ex-presidente Lula. Um cidadão de 70 anos passar dois anos preso por triplex que nunca foi seu”,  ressaltou.

Coutinho garantiu ainda que vai desmoralizar todas as pessoas que arquitetaram a armação que resultou na famigerada “operação Calvário”.

“Vou mostrar e provar que tudo não passou de uma grande mentira para tentar me excluir da política sobre a regência de um promotor”, disse.

O ex-governador, que se lançou candidato à prefeitura de João Pessoa apenas no último dia para a realização das convenções, ressaltou que a estratégia foi montada para que o povo escolhesse errado o seu candidato nas eleições deste ano, em João Pessoa, em função de uma mentira.

“Estou sendo vítima de uma  história de resistência democrática aonde ao condutor se chama Ricardo Coutinho”, emendou.

 

PB Agora

 

 
 
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Após dificuldades na apuração pesquisa Veritá para o 2º turno em JP é cancelada

Um pesquisa que iria divulgar números da disputa pela PMJP no 2º turno, encomendada pelo Instituto Veritá, não será divulgada. A previsão era para esta sexta-feira (27) e deveria ouvir…

Damião Feliciano antecipa 2022: “O nosso lado é o do governador do Estado”

O deputado federal Damião Feliciano evitou antecipar os objetivos do PDT, sigla da qual faz parte, para as eleições de 2022, quando a Paraíba votará para presidente, senadores, deputados estaduais…