O presidente do Senado, José Sarney, recebe, nesta terça-feira (17), às 15h, o presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, que chega ao Brasil para trocar impressões com o governo brasileiro sobre a crise financeira mundial e sobre o apoio logístico das Forças Armadas brasileiras na libertação de reféns mantidos pelas Forças ArmadasRevolucionárias da Colômbia (Farc ). No mês passado, o Brasil participou da operação humanitária que resgatou mais seis reféns das Farc.

 

De acordo com o Ministério da Defesa, dois helicópteros do Exército e 16 militares foram cedidos pelo governo brasileiro à operação coordenada pela Cruz Vermelha. Nessa ação, conforme a imprensa colombiana, foram libertados os membros da Polícia Nacional colombiana Walter Lozano, Juan Galicia e Alexis Torres; o soldado William Giovanny Domínguez Castro; o ex-governador do departamento (estado) de Meta Alan Jara e o ex-deputado colombiano Sigifredo López.

 

Há um mês, Álvaro Uribe telefonou para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para agradecer a maneira discreta com que o Brasil atuou. Além do telefonema de Uribe, um comunicado das Farc agradecendo a participação brasileira foi divulgado pela senadora colombiana Piedad Córdoba, conforme relatou a imprensa daquele país.

 

De acordo com o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, o Brasil pode participar de novas operações humanitárias. “Quando formos solicitados, nós agiremos e acho que assim é que deu certo. Nós estamos muito contentes que isso tenha ocorrido assim”.

 

No entender do ministro da Defesa, Nelson Jobim, as Forças Armadas brasileiras podem exercer significativo papel na política externa, mostrando, como no caso do Haiti, que o Brasil ajuda outros países sem buscar nenhum ganho específico. Jobim disse que o Brasil tem expertise e aparelhos capazes de atuar nos Andes.

 

Há dois meses, num encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em São Paulo, a franco-colombiana Ingrid Betancourt, refém das Farc por seis anos, também agradeceu a participação do Brasil nas negociações que resultaram em sua libertação. Na ocasião, Lula definiu esse evento como “uma conquista para a humanidade”.
 

 

senado.gov

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

MPF pede a ministro paraibano no TCU para abrir dois processos para apurar peripécias dos Bolsonaro

O jornal O Globo de ontem (18), trouxe que chegaram ao gabinete do ministro paraibano no Tribunal de Contas da União (TCU) Vital do Rêgo dois problemas em potencial para…

Dois extremos: vereador da Capital pode trocar PCdoB por PSL

Eleito pelo Partido Comunista Brasileiro nas eleições de 2016 para um mandato de quatro anos como vereador de João Pessoa, o secretário do Procon de João Pessoa, Helton Renê, pode…