Parlamentar eleito pelo PT dá pistas de que pode votar em tucano na sucessão da Assembléia Legislativa: “Tenho tido boas referências de Ricardo Marcelo”

Mesmo admitindo que a definição dos integrantes da bancada do PT, na sucessão da Mesa Diretora da Assembléia Legislativa, só ocorrerá em 2011 e numa escolha em bloco, o vice-governador da Paraíba e deputado estadual eleito Luciano Cartaxo (PT), rasgou elogios ao presidente da Assembléia Legislativa Ricardo Marcelo (PSDB), que disputa a reeleição na Casa de Epitácio Pessoa para o biênio 2011/2012.
 

“ Tenho tido boas referencias dele quanto a sua postura a frente do Poder Legislativo, tais informações não são apenas da bancada do PT”, revelou.Luciano defendeu uma maior democratização da TV Assembléia e uma ampla reforma naquele veiculo de comunicação.
 

“É importante que a TV Assembléia chegue a mais pessoas e que todos tenham oportunidades”, argumentou.
 

Luciano Cartaxo também pregou a paz na eleição da mesa diretora da Assembléia Legislativa e defendeu composição eclética, acreditando que o melhor caminho é evitar uma disputa entre os 36 parlamentares.
 

Quanto ao eterno clima de disputa no PT, Cartaxo acredita numa pacificação do partido.
 

“Não podemos ficar numa eterna guerra, precisamos arrumar a casa e é necessário estabelecer o mínimo de unidade, para posteriormente discutirmos possíveis apoios”, concluiu.
 

Outro petista com assento garantido na próxima legislatura da Assembléia, Frei Anastácio disse que discussões sobre sucessão na Assembléia só em 2011, salientando que os nomes de Ricardo Marcelo (PSDB), Lindolfo Pires (DEM) e Tião Gomes (PSL) estão na disputa.
 

PB Agora
 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Hugo lamenta renúncia do prefeito de Patos: “Sales cumpriu seu papel”

Após a renúncia ao cargo de prefeito pelo interino Sales Júnior (PRB), no município de Patos, o deputado federal e presidente estadual do PRB Hugo Motta destacou que o correligionário…

Saiba como se dá escolha de candidatos para eleições municipais

Não há eleições ordinárias em 2019, mas a Justiça Eleitoral e os partidos políticos já estão em plena preparação para as Eleições Municipais de 2020. Essa antecipação se justifica pelo…