Por pbagora.com.br

O deputado federal e líder político paraibano na Câmara Federal, Aguinaldo Ribeiro (Progressistas), enfatizou durante entrevista na tarde desta segunda-feira (04) à rádio Pop FM que a questão do combate à covid-19 e a vacinação contra a doença é um tema bastante sério onde não cabe politização.

Aguinaldo ressaltou que é um equívoco muito grande tentar polarizar o tema e pior do que isso, defender o negacionismo e estimular a radicalização.

“Esse é um tema muito sério, nós tivemos em um ano de pandemia três ministros de Saúde. Acho que há um conflito que é essa questão do negacionismo que nós vivenciamos no país, há também um estímulo à radicalização o que é muito ruim. Devemos respeitar a opinião do outro já que vivemos uma Democracia. Esse estímulo pode ter por trás um interesse político, aí as pessoas tanto de esquerda quanto de direita são utilizadas para manter esse clima de polarização” pontuou.

O parlamentar ainda declarou que em um momento como este de pandemia que assola todo o mundo, a classe política brasileira devia estar ainda mais unida, na busca do enfrentamento e combate à covid-19.

“Nós num momento como este devíamos estar todos unidos para enfrentar essa pandemia. Na minha avaliação quando você nega um problema é difícil de enfrentar por isso estamos correndo atrás, estamos atrasados em tudo porque se negou e tem gente hoje que ainda nega. Precisa haver uma conscientização no país e esse é o momento que se deve buscar a unidade” complementou.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Presidente do Podemos-PB é nomeado secretário pelo governador João Azevêdo

O ex-vereador de Campina Grande, Joseildo Alves, o Galego do Leite (Podemos), foi nomeado pelo governador João Azevêdo como secretário executivo de Articulação Municipal do Estado. Galego é presidente estadual…

Efraim Filho destina quase R$1 milhão para construção de matadouro na PB

O prefeito de São Bento, Jarques Lúcio da Silva II, assinou, Na última quarta-feira (13), um contrato de repasse com a Caixa Econômica Federal (CEF), no valor de R$ 995.000,00…