Luciano Agra admite clima reprimido de reaproximação com PSB, mas se queixa da postura de Edvaldo Rosas

Apesar de ter deixado os quadros do PSB em 2012 sob a alegação de ter tido negado o direito de disputar a reeleição na disputa pela prefeitura municipal de João Pessoa, o ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Agra, que hoje comando os destinos do Partido Ecológico na Capital, não descartou uma possível reaproximação com o bloco girassol.

Pessoalmente, Agra explicou que considera a possibilidade remota, mas admitiu que há sim um clima reprimido de aproximação com o PSB.

“O presidente do PSB, Edvaldo Rosas nunca esboçou o menor gesto a minha pessoa. Estou cansado de palavras. Existe uma vontade reprimida. Muitos nomes que obtiveram êxito na nossa gestão ainda estão com eles e isso cria um clima de reaproximação. Politicamente todos sabem o que aconteceu. O que vivemos hoje é fruto de decisões de época recente e que me prejudicaram muito e acho remota essa possibilidade”, explicou.

Para Agra, a mágoa ainda existe, mas a possibilidade de reaproximação não é totalmente descartada.

Assim, na atual conjuntura, a política continua sendo como ‘a arte dos possíveis’.

 

 

Márcia Dias/ Vanessa de Melo


PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Filho de Bolsonaro posta vídeo que chama presidente da França de ”idiota”

O deputado federal e filho do presidente da República, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), postou um vídeo nas redes sociais que tem como título “Macron é um idiota”. Eduardo Bolsonaro disse que…

Bandeira branca: aliado de Romero em CG ‘afaga’ governador

Aliado do prefeito Romero Rodrigues (PSD), e ferrenho opositor do Palácio da Redenção, o vereador Alexandre do Sindicato (PHS), surpreendeu os colegas de bancada e a oposição, ao elogiar a…