Por pbagora.com.br

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino (PSB), rechaçou, durante entrevista na tarde desta terça-feira (22), a postura da Câmara Municipal de João Pessoa em aprovar o reajuste salarial para prefeito, secretários e vereadores no momento em que muitos sofrem com a pandemia e estão até falindo por não poderem comercializar seus produtos.

Para ele, os parlamentares deveriam ter realizado a votação sobre o aumento antes das eleições, e não depois, quando já sabem quem são os eleitos e quem serão os beneficiados – muitos deles, reeleitos, legislando em causa própria.

Galdino ainda parabenizou o judiciário por intervir na medida.

“Eu acho um absurdo, eu acho que não tem sentido nenhum diante dessa situação por que passa o país, por que passa a Paraíba esses aumentos de valores de salários de prefeitos, vereadores, principalmente agora, depois da eleição. Se alguém quisesse reajustar, que tivesse reajustado antes do pleito e não agora, já sabendo quem são os beneficiados, muitos dos quais estão legislando em causa própria, são os próprios eleitos que estão no poder atualmente. Então não vejo sentido, acho que isso deve ser repensado e quero parabenizar a justiça por estar tomando as devidas providências”, pontuou.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise – Um caso típico de como a imprensa se faz inútil: afinal, como está a saúde de Maranhão?

Há casos em que a imprensa se faz inútil, ou simplesmente presta um desserviço aos consumidores de informação. Em situações bastante delicadas, inclusive, em que o povo merece e precisa…

Eleições 2020: termina hoje prazo para justificar ausência no 1º turno

O eleitor que não compareceu às urnas no primeiro turno das eleições municipais de novembro tem até esta quinta-feira (14) para justificar a ausência. Caso o procedimento não seja realizado,…