A Paraíba o tempo todo  |

5G no Brasil será uma realidade. “O Brasil está avançando. Eu aposto na ciência e na tecnologia”, diz Efraim Filho

O maior leilão de radiofrequência da América Latina para a exploração e oferta no Brasil terminou na sexta-feira (5), realizado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). O novo padrão de conectividade móvel promete internet de alta velocidade para o país. As empresas serão responsáveis pela compra e instalação de equipamentos e torres de transmissão para o sinal da nova tecnologia e terão o direito de exploração das faixas por 20 anos. Uma das ganhadoras da fatia larga foi a Claro, com 100 Mhz, enquanto a Brisanet ficou só com um corte de 80 Mhz, destinado especificamente ao Nordeste e ao Centro-Oeste do Brasil.

Na prática, com a chegada do 5G, certamente novos caminhos serão abertos para o desenvolvimento de inovações em áreas como realidade aumentada, virtual e holografia, a possibilidade de se ter conexões de vários dispositivos interligados à internet ao mesmo tempo, equipamentos autônomos e a realização de atividades mais complexas à distância.

É uma nova geração de conexão móvel, com mais velocidade para baixar e enviar arquivos e que promete oferecer mais estabilidade, além de melhorar o usual atraso que acontece no início de chamadas de vídeo. Com o teletrabalho ficando cada dia mais real, melhorias na internet com certeza impactarão positivamente a produtividade dos trabalhadores.

O 5G vem para firmar uma conexão mais estável para a população, com início previsto até julho de 2022, inicialmente nas capitais dos Estados. “O Brasil está avançando. Com a chegada do 5G, estamos esperançosos na criação de um canal seguro para os bancos de dados, além de poder contar com mais agilidade e, acima de tudo, com a forma com que a tecnologia possa trabalhar como um instrumento para salvar vidas. Eu aposto na ciência e na tecnologia como estratégia de desenvolvimento. Que a chegada do 5G venha para todos de forma acessível”, conclui Efraim Filho, líder do Democratas na Câmara.

Ao conectar objetos do cotidiano – como eletrodomésticos, smartphones, roupas e automóveis – à internet (e entre si), a tecnologia 5G permitirá até mesmo a realização de procedimentos médicos delicados à distância, além de sistemas de direção automática de carros e as mais diversas tecnologias de automação e inteligência artificial, inclusive para a agricultura, a indústria e as cidades.

Para ter acesso ao novo 5G, será preciso possuir um celular compatível com essa tecnologia.

Assessoria

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      1
      Compartilhe