Ontem (06) a defesa de Wellington Viana França pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que o mesmo benefício de soltura concedido ao empresário Roberto Santiago também seja aplicado ao ex-prefeito.

Roberto Santiago, investigado na Operação Xeque-Mate, foi solto após uma liminar concedia pelo STF no dia 23 de julho. Agora, a defesa de Leto pede que a liminar assinada por Dias Toffoli se estenda para o ex-gestor, como também para Antônio Bezerra do Vale Filho, Leila Maria Viana do Amaral e Lúcio José do Nascimento Araújo, presos desde abril de 2018.

“Pedimos que a decisão de Roberto Santiago pudesse amparar o nosso constituinte. O pedido foi feito no dia 24 de julho e o ministro do TRF pediu esclarecimentos ao juiz da 1ª Vara de Cabedelo. Acreditamos que esse despacho do ministro foi bom para que possamos trabalhar a soltura dele perante ao Supremo” disse o advogado Jovelino Delgado.

 

 

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Polícia prende suspeita de integrar quadrilha que atuava no tráfico de drogas

A Polícia Militar prendeu, na madrugada deste sábado (19), a terceira integrante da quadrilha que atuava em um esquema do tráfico que abastecia pontos de venda de drogas na Paraíba…

Assalto a comércio em JP termina com suspeito morto e outro detido

‘Deu errado’, essa pode ser a definição, mais sensata da tentativa de assalto na noite de ontem (17), quando um homem foi morto, suspeito de assaltar um mercadinho, no bairro…