A direção do Presídio de Segurança Máxima PB1 decidiu retomar a partir de hoje a visita de familiares aos internos que acontece na quarta-feira, sexta-feira e aos domingos. A visitação estava suspensa desde a fuga dos detentos, no entanto, após checar a segurança do presídio e entendimento com o secretário da Administração Penitenciária, tenente-coronel Sérgio Fonseca, a direção decidiu liberar a visitação que acontece das 8h às 16h. Aqueles que foram recapturados e os que participaram da explosão não terão direito à visita dos familiares.

 

Desde a fuga dos detentos, a Secretaria de Administração Penitenciária está realizando o trabalho de recuperação da estrutura do Presídio PB1. No mesmo dia do fato houve a imediata substituição do portão principal danificado com a explosão e também de parte do telhado. Também está prevista a construção de um muro de contenção e reforço das guaritas.

 

Segundo o capitão Heroleide Farias, do Ciop, desde a fuga dos presos a participação da população está sendo fundamental na recaptura de fugitivos do Presídio de Segurança Máxima PB1. De acordo com o militar, até o fim de semana, 16 presos já haviam sido localizados após denúncias através dos telefones 190 (PM) e 197(Disque Denúncia). A população ainda pode usar o SOS Cidadão, ferramenta criada pela Secretaria da Segurança e Defesa Social que permite maior agilidade no atendimento à população e sem a necessidade de identificação.

 

O capitão Farias disse que após a fuga as ligações para o 190 aumentaram entre 47% e 50%. “Toda informação é checada, mas essa participação está sendo de fundamental importância”, salientou o militar. A força pública de segurança da Paraíba já havia recapturado, até ontem, 48 fugitivos dos 92 que escaparam do presídio de segurança máxima na madrugada do último dia 10, em João Pessoa.

 

A determinação do Governo do Estado é que haja esforço para a localização dos fugitivos, principalmente com a divulgação de fotos dos bandidos. A fuga de presos no Presídio PB1 aconteceu na madrugada do último dia 10, quando 92 detentos deixaram o estabelecimento prisional. Durante as investigações, a polícia descobriu o esconderijo de dez pessoas suspeitas de participarem da ação para proporcionar a fuga dos detentos.

 

Redação

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Polícia prende suspeito de tráfico de drogas no Sertão

O enfrentamento às ações criminosas no Sertão do estado continua e, nessa quarta-feira (04), mais um suspeito foi preso pela Polícia Militar, com arma de fogo e drogas. Desta vez,…

Acusado de matar primo por causa de empréstimo é preso em CG

Um homem acusado de matar um primo por conta de um empréstimo foi localizado e preso por equipes da Delegacia de Crimes Contra Pessoa de Campina Grande (DCCPes/CG). Contra ele…