A Paraíba o tempo todo  |

Suspeito de matar secretário é interrogado e preso

Suspeito de matar secretário em Bonito de Santa Fé é interrogado e preso

Após o depoimento e a prisão de Renato Leite de Lacerda, a Polícia espera começar a desvendar as circunstâncias da morte do secretário de Planejamento do município de Bonito de Santa Fé. O acusado foi interrogado nesta terça-feira, 23, na delegacia de Polícia Civil de Cajazeiras, e sua prisão temporária foi decretada pelo delegado André Luis, que foi designado especialmente da cidade de Pombal para auxiliar nas investigações.

Além de Renato, também ficou preso Idomar Rodrigues Coura, conhecido como Neném. Segundo informações, ele teria vendido uma espingarda calibre 12 para Renato alguns dias antes do crime. Ambos continuam negando participação no crime.

As polícias Militar e Civil de Cajazeiras tentam agora localizar um terceiro suspeito na morte do secretário José Héliton Ramalho, mais conhecido como Barroso, de 59 anos. Espera-se que a partir dos depoimentos e das prisões de Renato e Neném, o crime possa começar a ser desvendado.

As suspeitas recaem sobre Renato pelo fato de ele já ter discutido com Barroso na época em que o secretário defendia a prefeita de Bonito de Santa Fé de acusações de improbidade administrativa e outros crimes eleitorais. Atualmente, a prefeita governa a cidade por força de uma liminar da Justiça.

O assassinato de Barroso aconteceu no último domingo, 21, por volta das 22h. O corpo do secretário foi encontrado pelo seu filho, Diogo Oliveira Ramalho, com vários tiros de espingarda calibre 12. Ele chegou a ser levado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

 

 

Diário do Sertão

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe