Em 1994, as paulistas Lúcia e Cléa Parente, duas mães de alunos prestaram queixa que seus filhos de quatro e cinco anos estavam sendo molestados sexualmente na Escola de Base. O delegado-desgraçado Edélcio Lemos transformou a denúncia como fato provado. Neste caso da Escola de Base a mídia “espetacularizou” a denúncia, e depois assumiu as acusações como verdade provada e fechou os olhos para os acusados. A suposta denúncia das mães se transformormou em notícia verdadeira de primeira página, em jornais e revistas. Dava um frio na barriga ao descobrir a suspeita de pornografia com crianças. Mas era só notícia. O Filme ainda está gravado na minha memória.

No final do inquérito os acusados foram declarados inocentes, mas as manchetes condenaram antes:

""“Perua escolar carregava crianças para orgia”, Folha da Tarde.

“Kombi era motel na escolinha do sexo” Notícias Populares.

“Escola de horrores” decretou a revista Veja.

Ontem pela manhã comprei o Jornal do Commercio de Pernambuco e fiquei diante da seguinte manchete: “Escuta compromete delegado Walter Brandão do caso Manoel Matos”. A matéria revela “um suposto esquema” de liberação ilegal de traficantes que atuam na Grande João Pessoa, pela Delegacia de Repressão e Entorpecentes em João Pessoa, quem tem Walter Brandão como delegado.

Por alguns minutos, passou novamente o filme, que me transformou em doente terminal da chamada “Síndrome da Escola de Base”. Quando o assunto é acusar alguém diante da inexistência de provas concretas, não me chame não viu. Com provas eu entro sem medo até contra o Barack Obama.

Imagine você diante da seguinte gravação, onde dois interlocutores conversam sobre alguns crimes que eu cometi:

Marcelo Xiranha

– E aê muleque, tu ta sabendo da boa?

General Batata

– Claro que sim, o Clilsão arrombou a loja de Jóia sábado e está cheio de muamba!

Marcelo Xiranha

– Clilsão é maluco doido. Ele ta vendendo muito pó, na boa. Foi ele que assaltou a agência da Caixa em setembro lembra? Levou 15 milhões e está investindo em imóveis no litoral norte de Sampa!

General Batata

– Puuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuutz! Esse Clilson é maluco cara.

Amigo, convenhamos, no dia seguinte serei o traficante e assaltante de banco mais perigoso de toda Paraíba.

Ainda não podemos avaliar com segurança essa historia do delegado Walter Brandão. O que estaria por trás disso? O que realmente aconteceu? Esse delegado não é qualquer coisa, trata-se de uma figura respeitável e merece nossa confiança,pelo menos a minha. Ele desenvolve um trabalho importante na polícia. Ele tem historia. Todo cuidado é pouco neste momento. Lembrai-vos da Escola de Base.

Tudo isso têm me ajudado a errar menos.

e-mails para coluna no [email protected]

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Após troca de tiros, polícia captura jovem suspeito de roubo de carros em CG

Após intensa troca de tiros, a Polícia Civil conseguiu capturar um jovem de 24 anos suspeito de roubo de carro no município de Campina Grande, no AGreste da Paraíba. O…

Homem fica ferido após ser baleado no Centro de João Pessoa

Na manhã deste sábado (18), um homem ficou ferido após ser atingido com um tiro no braço, em João Pessoa. O crime foi registrado logo no início da manhã, na…