O empresário Roberto Santiago continuará preso. A determinação partiu após a audiência de custódia. O juiz Henrique Jorge Jácome decidiu que ele irá ficar detido no 1º Batalhão da Polícia Militar, em João Pessoa, mesmo sem possuir curso superior.

A decisão da matutenção da prisão, de acordo com o delegado da Polícia Federal, Fabiano Emídio se deu por conta da suspeita de que Santiago estaria cooptando uma testemunha para não prestasse depoimento. Ele teria enviado mensagens a testemunhas para evitar uma possível delação sobre o esquema criminoso.

A audiência de custódia aconteceu no fim da manhã desta sexta-feira (22). O Ministério Público da Paraíba concordou com a decisão do juiz em manter Roberto Santiago detido no 1º Batalhão da Polícia Militar, localizado no bairro do Varadouro.

O empresário deverá ir para o 1º Batalhão, apesar de não ter curso superior, por questões de segurança, segundo acordo entre o juiz e o Ministério Público.

PB Agora

Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Casal tenta entrar com drogas e celulares dentro de TV, em presídio da PB

Um homem e uma mulher foram flagrados por agentes penitenciários neste sábado, (21), tentando entrar com vários aparelhos celulares e drogas dentro de dois televisores, na Penitenciaria de Cajazeiras, no…

Homem é preso com produtos comprados em nome de terceiros

Um homem suspeito de praticar estelionato foi preso pela Polícia Civil em posse de diversos produtos adquiridos em nome de terceiros. A prisão ocorreu na casa do suspeito, no bairro…