Por pbagora.com.br

Na Paraíba, 66% dos acidentes graves e quase metades das mortes nas rodovias federais do estado envolveram motocicletas. É o que aponta o balanço da Operação Duas Rodas, realizada pela Polícia Rodoviária Federal na Paraíba (PRF) em todo o estado no período da crise provocada pela covid-19.

Foram nove dias de Operação que teve por objetivo intensificar a fiscalização de motocicletas para evitar acidentes graves que comprometam a ocupação dos leitos hospitalares no período da crise mundial de saúde pública. A operação aconteceu de forma itinerante em pontos que são considerados críticos em toda Paraíba e deverão ser realizadas outras etapas em pontos também considerados críticos.

Durante a fiscalização a PRF flagrou 1145 infrações de trânsito e 233 motos foram recolhidas por alguma irregularidade. Dentre as principais infrações flagradas estão a de conduzir motocicleta, motoneta e ciclomotor sem usar capacete de segurança, dirigir sem possuir habilitação, transportar passageiros em motocicletas sem o uso do capacete e excesso de passageiros em motos.

O número de acidentes envolvendo motocicletas nas rodovias federais da Paraíba é alarmante. Apenas no período da crise na saúde pública surgida em decorrência da COVID-19, de 16 de março a 11 de junho deste ano, ocorreram 244 acidentes envolvendo motocicleta nas rodovias federais do estado e 20 pessoas morreram, apesar da redução no fluxo de veículos. Do total de acidentes graves ocorridos neste período, 66% possuem o envolvimento de motocicletas.

Falta de uso de capacete – O capacete é um equipamento de uso obrigatório para condutores e passageiros de motocicletas e ciclomotores. O uso correto do capacete minimiza os efeitos do impacto da cabeça do usuário em caso de acidentes de trânsito, minimizando lesões graves e até mesmo a morte em virtude de colisões e quedas. Porém, apesar da existência da obrigatoriedade, muitos motociclistas insistem em não utilizar o equipamento. Apenas este ano já foram registradas 3.101 infrações por conduzir motocicleta sem utilizar capacete de segurança, sendo a infração mais registrada este ano em todo estado.

A terceira infração mais registrada este ano nas rodovias federais da Paraíba também está relacionada a motocicleta, que é transportar passageiro sem capacete. Este ano já foram flagrados 2.240 passageiros sendo transportados sem capacete.

A PRF alerta sobre a necessidade do respeito às normas de trânsito para evitar que acidentes graves ocorram, principalmente neste período de crise mundial na saúde pública no qual a rede hospitalar não pode ser comprometida pela ocupação dos leitos hospitalares com vítimas de acidentes de trânsito.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PB: 33 casos de injúria racial e preconceito foram registrados em 2020

Um levantamento feito pela Polícia Civil revela que foram registrados 77 casos de preconceito e injúria racial no ano passado. Já neste ano até o mês de setembro deste ano,…

Homem perde controle da moto, bate em proteção de metal e morre em João Pessoa

Um homem perdeu o controle da moto, bateu em proteção de metal e morreu, na BR-101, em João Pessoa. O acidente conteceu na noite deste domingo (25), e segundo a…