Por pbagora.com.br
 
 

A madeira foi extraída no município de São Miguel do Guamá, no estado do Pará e seria entregue no município de Bayeux/PB

A Polícia Rodoviária Federal na Paraíba apreendeu na tarde da última segunda-feira (26), um caminhão carregado de madeira do tipo Maçaranduba extraída no estado do Pará e transportada de forma ilegal até a Paraíba. A fiscalização ocorreu na BR 412, no município de Boa Vista, no agreste paraibano.

Os policiais abordaram um caminhão Volvo/Fh 540, que estava em pane mecânica, no acostamento da rodovia. Momento em que solicitaram a documentação do veículo, dos dois semirreboques e da carga de madeira. Ao analisar os documentos fiscais apresentados pelo condutor, verificaram que a nota fiscal da carga, documento obrigatório que atesta a legalidade da madeira, não condizia com o volume da carga que estava sendo transportada. A nota fiscal constava 33,109 metros cúbicos, enquanto a carga transportada era de 40,84 metros cúbicos, sendo assim, uma divergência de 7,73 metros cúbicos. Portanto, a diferença do volume transportado evidencia que a nota fiscal apresentada não corresponde à carga verdadeira e a madeira foi extraída de forma ilegal.

O condutor, um homem de 40 anos, informou que é funcionário a serviço da empresa responsável pela carga e receberia o valor de R$ 1,5 mil de comissão pelo transporte. A equipe policial lavrou Termo Circunstanciado de Ocorrência tanto para o condutor quanto para a empresa responsável pela venda e transporte da maneira ilegal de acordo com a Lei 9.605/98, que trata sobre os crimes contra o meio ambiente.

 
 
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ex-presidiário é executado a tiros em Alagoa Grande no fim de semana

O ex-presidiário Edilson Cavalcante dos Santos, 33 anos, foi executado a tiros na tarde de ontem, domingo (29) no município de Alagoa Grande. Informações colhidas pela Polícia Militar dão conta…

Tiroteios deixam homem e idosa feridos e mais dois são mortos, na Grande JP

Dois intensos tiroteios ocorridos ontem (29) no bairro de Mandacaru, em João Pessoa, e na cidade de Bayeux, deixaram um saldo de sangue e mortes. Ataques a tiros foram registrados…