A Paraíba o tempo todo  |

Preso na Paraíba acusado de liderar milícia do RJ suspeita de matar Marielle Franco

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

A Polícia Civil da Paraíba prendeu, nesta quarta-feira (28), o homem acusado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro como líder da milícia acusada de assassinar a vereadora carioca Marielle Franco.

A prisão foi realizada por policiais da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (DRACO) e aconteceu no município de Queimadas, no Agreste da Paraíba. De acordo com a polícia, o suspeito estava na companhia de outro homem, que também foi preso.

Segundo o delegado Diego Beltrão, da Draco, as investigações apontam que o suspeito teria cometido outro assassinado no Rio de Janeiro no dia 03 de junho deste ano, e logo em seguida fugiu para a Paraíba.

A milícia possivelmente liderada pelo homem presos na Paraíba foi citada em uma reportagem da revista Veja, em 17 deste mês, pela viúva do capitão Adriano Magalhães da Nóbrega. Adriano foi morto na Bahia. Ele também era investigado por chefiar milícias no Rio, além de suposto envolvimento na morte da vereadora Marielle Franco.

PB Agora

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      6
      Compartilhe