A Paraíba o tempo todo  |
PUBLICIDADE

Polícia prende último acusado de atear fogo em ônibus no bairro do Padre Zé, em João Pessoa

Reprodução: TV Cabo Branco

Com o acusado foram encontradas duas pistolas e várias munições

A Força Integrada de Combate à Criminalidade Organizada na Paraíba, FICCO/PB, cumpriu, nesta segunda-feira (4), mandado de prisão contra o último acusado envolvido no ataque ao ônibus no bairro do Padre Zé, que vitimou o motorista do coletivo e deixando passageiros feridos.

Entenda:
Bandidos ateiam fogo em ônibus com passageiros no bairro Padre Zé, em João Pessoa; há feridos

Foto: divulgação / PMPB

A prisão ocorreu no fim da tarde no bairro de Cruz das Armas, em João Pessoa, e foi realizada pela Polícia Militar. O acusado estava com duas pistolas.

Leia também:
Polícia indicia sete envolvidos em ataque a ônibus em João Pessoa

A Força Integrada de Combate ao Crime Organizado na Paraíba – FICCO/PB – é composta pela Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Militar , Secretaria Nacional de Políticas Penais, Secretaria de Estado de Administração Penitenciária e Polícia Rodoviária Federal.

O CRIME

A ocorrência foi registrada em julho deste ano, quando bandidos utilizaram coquetéis molotov para atear fogo num ônibus de transporte coletivo de passageiros no bairro do Padre Zé em João Pessoa. Ao menos três pessoas ficaram feridas, uma delas é o motorista do veículo, que morreu dias após dar entrada no Hospital de Trauma da Capital.

 

Ascom/Ficco

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe
      PUBLICIDADE
      ×