Três pessoas foram presas e seis espingardas foram apreendidas pelo Batalhão Ambiental 9BPAmb) na região do Cariri Paraibano neste domingo (17). Ação fez parte de mais uma operação que tem como objetivo coibir a ação de caçadores que agem principalmente nas cidades de São José dos Cordeiros e Livramento.

 

Segundo o major Lucas, comandante do BPAmb, há informes que alguns caçadores vêm atuando intensamente no Cariri, sobretudo abatendo arribaçãs, tatus e preás, configurando crime ambiental previsto no artigo 29 da lei 9.605/98 (Lei dos Crimes Ambientais), que prevê pena de seis meses a um ano de detenção, além da multa que é de quinhentos reais por animal abatido, sendo que durante a operação nenhum animal foi encontrado com os homens que estavam com as armas.

 

Os três homens foram autuados pelo crime de posse ilegal de arma de fogo na delegacia de polícia da cidade de Soledade. De acordo com o major Lucas, um dos acusados já foi preso com uma espingarda, dois tatus vivos, um abatido, além de criar uma asa branca e ainda está respondendo por esse crime.

 

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Jovem é baleado com dois tiros próximo a delegacia fechada, em JP

Uma tentativa de homicídio foi registrada na noite de ontem, sábado (21), no bairro Valentina Figueiredo, em João Pessoa, próximo a uma delegacia de polícia que se encontrava fechada no…

Homem é preso com produtos comprados em nome de terceiros

Um homem suspeito de praticar estelionato foi preso pela Polícia Civil em posse de diversos produtos adquiridos em nome de terceiros. A prisão ocorreu na casa do suspeito, no bairro…