Policiais da DRCI (Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática) prenderam na tarde desta terça-feira um suspeito de pedofilia. Marcelo Mussi Annuza, 30, estava na rua Santos Titara, no Méier, zona norte do Rio.

Segundo o inspetor responsável pelo caso, José Antônio Calegário, ele foi identificado por meio de uma denúncia anônima.

"Chegamos até uma LAN house no Méier, onde o suspeito frequentava. Depois, descobrimos o endereço de um menino de 14 anos que ele molestou e subornou com computador, TV, armário e outros presentes. Então, a família do jovem passou o endereço", disse Calegário.

Na casa de Annuza, os policiais encontraram um computador com centenas de imagens pornográficas de crianças, que eram veiculadas pela internet. Segundo a polícia, Annuza será autuado no artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente. O artigo prevê pena de quatro anos para quem vender ou expor à venda fotografia, vídeo ou outro registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica com criança ou adolescente.

"O criminoso vai permanecer preso por ter sido pego em flagrante. Com a nova lei contra a pedofilia, manter imagens pornográficas armazenadas no computador é crime. Várias fotos pornográficas de crianças foram encontradas na casa dele, inclusive armazenadas em CDs", afirmou o inspetor da DRCI.

UOL

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PM detém suspeitos de tráfico e cumpre mandados em sete cidades

A Polícia Militar deteve cinco suspeitos de tráfico de drogas e dois por cumprimento de mandados, na noite dessa sexta-feira (5), em ações realizadas em sete cidades paraibanas. Foram retiradas…

Feto é encontrado dentro de caixa de sapato em Campina Grande

A Polícia Militar foi acionada, nesta sexta-feira (5), em Campina Grande, após um feto ter sido encontrado dentro de uma caixa de sapato no bairro de Santa Cruz, em Campina…