Policiais da DRCI (Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática) prenderam na tarde desta terça-feira um suspeito de pedofilia. Marcelo Mussi Annuza, 30, estava na rua Santos Titara, no Méier, zona norte do Rio.

Segundo o inspetor responsável pelo caso, José Antônio Calegário, ele foi identificado por meio de uma denúncia anônima.

"Chegamos até uma LAN house no Méier, onde o suspeito frequentava. Depois, descobrimos o endereço de um menino de 14 anos que ele molestou e subornou com computador, TV, armário e outros presentes. Então, a família do jovem passou o endereço", disse Calegário.

Na casa de Annuza, os policiais encontraram um computador com centenas de imagens pornográficas de crianças, que eram veiculadas pela internet. Segundo a polícia, Annuza será autuado no artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente. O artigo prevê pena de quatro anos para quem vender ou expor à venda fotografia, vídeo ou outro registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica com criança ou adolescente.

"O criminoso vai permanecer preso por ter sido pego em flagrante. Com a nova lei contra a pedofilia, manter imagens pornográficas armazenadas no computador é crime. Várias fotos pornográficas de crianças foram encontradas na casa dele, inclusive armazenadas em CDs", afirmou o inspetor da DRCI.

UOL

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PF prende assaltante de bancos acusado de participar de explosão em shopping de CG

A Polícia Federal na Paraíba, na manhã ontem, 21/10/2019, realizou a prisão de mais um assaltante de bancos suspeito de ter participado da explosão do caixa eletrônico da Caixa Econômica…

Adolescentes são apreendidos após furtarem bebidas, em JP

Na madrugada desta terça-feira (22), dois adolescentes foram apreendidos com cervejas e refrigerantes furtados de um espetinho localizado no bairro de Tambaú, na Capital paraibana. Ao serem abordados pela polícia,…