A Polícia Militar frustrou um assalto a uma casa, na zona rural de Puxinanã, e prendeu os dois acusados de cometer o crime em flagrante, na manhã desta segunda-feira (27). Ao perceberem que estavam cercados, os suspeitos ainda chegaram a fazer uma idosa e a cuidadora dela de reféns, mas as vítimas foram resgatadas pelos policiais do 15º Batalhão.

O primeiro acusado, de 21 anos, foi rendido quando tentava fugir pelo telhado da residência. Com ele, foi apreendida uma espingarda. O outro suspeito, que tem 18 anos e é irmão de um foragido do PB-1, foi preso tentando se esconder no galinheiro que fica no quintal da casa. Ele estava armado com um revólver.

Conforme informações do sargento Bosco, os suspeitos ainda chegaram a atirar contra a guarnição para tentar fugir. “Assim que soubemos do roubo, fomos rapidamente até o local, que fica no sítio Portela, e cercamos a casa. Eles já tinham feito a manobra no carro que tinha na residência e estavam separando o material que pretendiam levar no assalto. Quando perceberam o cerco, eles entraram de volta na casa e começaram a fazer as duas mulheres de reféns, chegando a atirar contra a nossa guarnição, mas verbalizamos e fizemos todos os procedimentos que a situação exigiu, concluindo a ocorrência com as vítimas salvas e os dois acusados presos”, detalhou.

Um dos presos é da própria cidade de Puxinanã. O outro é do distrito de São José da Mata, em Campina Grande. A dupla foi apresentada com as armas na delegacia de polícia, em Pocinhos.

 

Secom

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Polícia apreende suspeito de assaltar farmácias na Grande João Pessoa

A Polícia Militar apreendeu, nessa segunda-feira (6), um adolescente de 16 anos que é suspeito de assaltar farmácias nas cidades de João Pessoa e Cabedelo. Os estabelecimentos, que nesse período…

Suspeito de invadir casa e fazer família refém é preso, na Grande JP

Um dos suspeitos de invadir a casa de uma empresária e fazer uma família refém na cidade de Lucena, na manhã desta terça-feira (07), foi preso após uma perseguição policial…