Por pbagora.com.br

A Polícia Militar apreendeu 297 comprimidos de artane, na noite dessa terça-feira (21), em uma ação realizada pela Força Regional do Comando do Policiamento Regional I, no Conjunto Alameda, no bairro de Bodocongó, em Campina Grande. O material teria como destino presidiários que cumprem pena em estabelecimentos prisionais no município. Um suspeito de 23 anos foi preso em flagrante e revelou que iria receber dinheiro para realizar o serviço.

Ele foi interceptado em uma motoneta, que passou com o farol apagado na frente das viaturas que reforçavam as rondas. Os comprimidos estavam dentro de uma sacola juntamente com três celulares, quatro fones de ouvidos, quatro pendrives, 12 carregadores e nove baterias. Na casa dele, que fica no conjunto Aluísio Campos, os policiais encontraram, quando foram buscar a documentação do homem, três ‘estilingues’ feitos artesanalmente para arremessar o material para dentro do presídio.

Os comprimidos, que possuem substância indicada para o tratamento de Parkinson, seriam usados como alucinógenos pelos presos, já que atuam diretamente no sistema nervoso central, o que provoca delírios e alucinações.

O suspeito, que foi preso com o material, já respondia por tráfico de drogas. Ele foi apresentado na Central de Polícia Civil, em Campina Grande.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Operação Nômade é deflagrada em CG e mais 5 cidades. Confira imagens!

A Polícia Militar juntamente com o Corpo de Bombeiros realizou no dia de ontem 26/10 a Operação Nômade  nas áreas limítrofes dos municípios de  Campina Grande, Queimadas, Caturité,  Boqueirão, Cabaceiras…

Polícia Federal, Gaeco, CGU e MPF deflagram nona fase da Operação Calvário em JP

A Polícia Federal, o Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público da Paraíba (Gaeco/MPPB), a Controladoria-Geral da União (CGU) e Ministério Público Federal (MPF) deflagraram nesta…