Agentes da Polícia Federal fazem na manhã desta quarta (11) uma operação para prender suspeitos de tráfico de drogas sintéticas. A ação é realizada em vários pontos do Rio, e também nos estados de Santa Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Bahia, Minas Gerais, Paraná e Pernambuco, e também no Distrito Federal.
 

Ao todo, 300 agentes participam da ação – 200 somente no Rio. Ainda não há informações sobre prisões e apreensões. A PF espera prender mais de 70 suspeitos em todas as regiões onde acontece a operação.

 

Também nesta manhã, policiais militares do 15º BPM (Duque de Caxias), e dos batalhões de Choque e de Operações Policiais Especiais (Bope) realizam uma operação na Favela da Mangueirinha, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

 

Traficantes são presos em operação

A polícia prendeu na terça-feira (10) dois homens considerados respectivamente os chefes do tráfico de drogas no Morro da Mangueira, na Zona Norte, e na Ladeira dos Tabajaras, na Zona Sul do Rio. As duas operações foram feitas na parte da manhã.

 

Na Ladeira dos Tabajaras, outros quatro suspeitos foram presos. Um homem, que segundo a polícia era criminoso, morreu. A polícia apreendeu armas, drogas e granadas no local, além de um caderno com a contabilidade do tráfico de drogas.

 

 

Participaram da ação em Copacabana 85 homens de diversas delegacias, entre elas a Delegacia Especial de Atendimento ao Turista (Deat), que foi ao local tentar localizar assaltantes de turistas – um dos presos seria assaltante.

 

Chefe da Mangueira

Policiais da Delegacia de Combate às Drogas (Dcod) prenderam o traficante conhecido como Tonton, que, segundo a polícia, substituiu Leandro Monteiro Reis, o Pit Bull, antigo chefe do tráfico de drogas na Mangueira, que morreu em uma troca de tiros com a polícia.

 

O traficante foi preso durante uma ação na Favela do Rato, no Jacaré, subúrbio do Rio.

 

 

Após a morte de Pit Bull, policiais foram à Ladeira dos Tabajaras conferir uma denúncia de que traficantes da comunidade estariam preparando uma queima de fogos em homenagem ao criminoso da Mangueira. Na ocasião, suspeito foi baleado e morreu.

 

G1

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Polícia captura acusados de estupro e homicídios na Paraíba

Investigações da Polícia Civil resultaram nesta quarta-feira (16) na prisão de três foragidos da Justiça. A primeira prisão ocorreu em Santa Rita, região metropolitana de João Pessoa. José Carlos da…

PC identifica dois envolvidos em estupro coletivo, após a prisão de adolescente

O caso que chamou a atenção dos paraibanos nesta semana, quando uma jovem foi vítima de um estupro coletivo na cidade de santa Rita, teve um novo capitulo na tarde…