Agentes da Polícia Federal fazem na manhã desta quarta (11) uma operação para prender suspeitos de tráfico de drogas sintéticas. A ação é realizada em vários pontos do Rio, e também nos estados de Santa Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Bahia, Minas Gerais, Paraná e Pernambuco, e também no Distrito Federal.
 

Ao todo, 300 agentes participam da ação – 200 somente no Rio. Ainda não há informações sobre prisões e apreensões. A PF espera prender mais de 70 suspeitos em todas as regiões onde acontece a operação.

 

Também nesta manhã, policiais militares do 15º BPM (Duque de Caxias), e dos batalhões de Choque e de Operações Policiais Especiais (Bope) realizam uma operação na Favela da Mangueirinha, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

 

Traficantes são presos em operação

A polícia prendeu na terça-feira (10) dois homens considerados respectivamente os chefes do tráfico de drogas no Morro da Mangueira, na Zona Norte, e na Ladeira dos Tabajaras, na Zona Sul do Rio. As duas operações foram feitas na parte da manhã.

 

Na Ladeira dos Tabajaras, outros quatro suspeitos foram presos. Um homem, que segundo a polícia era criminoso, morreu. A polícia apreendeu armas, drogas e granadas no local, além de um caderno com a contabilidade do tráfico de drogas.

 

 

Participaram da ação em Copacabana 85 homens de diversas delegacias, entre elas a Delegacia Especial de Atendimento ao Turista (Deat), que foi ao local tentar localizar assaltantes de turistas – um dos presos seria assaltante.

 

Chefe da Mangueira

Policiais da Delegacia de Combate às Drogas (Dcod) prenderam o traficante conhecido como Tonton, que, segundo a polícia, substituiu Leandro Monteiro Reis, o Pit Bull, antigo chefe do tráfico de drogas na Mangueira, que morreu em uma troca de tiros com a polícia.

 

O traficante foi preso durante uma ação na Favela do Rato, no Jacaré, subúrbio do Rio.

 

 

Após a morte de Pit Bull, policiais foram à Ladeira dos Tabajaras conferir uma denúncia de que traficantes da comunidade estariam preparando uma queima de fogos em homenagem ao criminoso da Mangueira. Na ocasião, suspeito foi baleado e morreu.

 

G1

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Vereador paraibano é baleado após ter casa invadida por criminosos, no Agreste

O vereador paraibano da cidade de Esperança, no Agreste, Carlos Luiz de Arruda Câmara, mais conhecido como Duí de Luziete (PSB), foi baleado na noite desse domingo (24) no momento…

Discussão por ‘cheiro de tinta’ termina com homem esfaqueado, em Mari

Mais um crime por motivações banais foi registrado na noite de ontem (25), quando um homem de 32 anos foi vítima de golpes de faca. O crime foi registrado na…