Por pbagora.com.br

A Polícia Federal foi às ruas no início da manhã desta terça-feira (16) para cumprir mandados de busca e apreensão. As medidas foram autorizadas pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

A ação é um desdobramento do inquérito que apura a organização e financiamento de atos antidemocráticos.

Ao todo, são 21 mandados, e os alvos estão em Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Maranhão e Santa Catarina.

Nesta segunda-feira (15), a extremista Sara Giromini foi presa em uma ação dentro do mesmo inquérito. Ela foi uma das coordenadoras de um acampamento de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro na Esplanada dos Ministérios. O grupo admitiu que tinha armas no acampamento e fez atos de ameaças a instituições contra o Congresso Nacional e o STF, o que é inconstitucional e antidemocrático.

Além de Sara, outras cinco pessoas foram presas na segunda.

Um dos objetivos do inquérito é descobrir quem financia os grupos e atos antidemocráticos.

G1

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Dois homens são presos após trocarem tiros com a polícia, em João Pessoa

Nesta sábado (24), a Polícia Militar prendeu dois homens que trocaram tiros com os policiais no bairro de Mandacaru, em João Pessoa. Eles são suspeitos de praticar um assalto na…

Polícia localiza casa usada para desmanche de moto roubada, na PB

Uma moto tomada por assalto foi localizada nesta sexta-feira (23) pela Polícia Civil, em João Pessoa. O veículo já estava sendo parcialmente desmontado, escondido no interior de uma residência no…