Por pbagora.com.br

A Polícia Federal foi às ruas no início da manhã desta terça-feira (16) para cumprir mandados de busca e apreensão. As medidas foram autorizadas pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

A ação é um desdobramento do inquérito que apura a organização e financiamento de atos antidemocráticos.

Ao todo, são 21 mandados, e os alvos estão em Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Maranhão e Santa Catarina.

Nesta segunda-feira (15), a extremista Sara Giromini foi presa em uma ação dentro do mesmo inquérito. Ela foi uma das coordenadoras de um acampamento de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro na Esplanada dos Ministérios. O grupo admitiu que tinha armas no acampamento e fez atos de ameaças a instituições contra o Congresso Nacional e o STF, o que é inconstitucional e antidemocrático.

Além de Sara, outras cinco pessoas foram presas na segunda.

Um dos objetivos do inquérito é descobrir quem financia os grupos e atos antidemocráticos.

G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

Mulher é presa com arma dentro de carro que faz transporte por aplicativo

Durante ação de reforço da segurança na cidade de Santa Rita, a Polícia Militar abordou um carro que faz transporte por aplicativo e apreendeu um revólver com uma passageira de 20…

Polícia apreende skank e haxixe em carro abandonado na capital

A Polícia Militar apreendeu, na manhã desta sexta-feira (22), cerca de um quilo de skank e haxixe. Os entorpecentes estavam dentro de um veículo que havia sido apreendido dias atrás,…