A Polícia Federal deflagrou uma operação na manhã desta quarta-feira (17) para cumprir um mandado de busca e apreensão contra um servidor do Instituto Federal da Paraíba da cidade de Cajazeiras, no Sertão, que havia feito ameaças de atentado com arma de fogo na instituição de ensino. O mandado foi expedido pela 8ª Vara Federal de Sousa, que também determinou o afastamento do servidor e a proibição temporária de entrar no local de trabalho.

Conforme informações repassadas pela PF, a investigação se iniciou a partir da notícia de que o servidor teria externado a intenção de praticar atentado em seu local de trabalho, com uso de arma de fogo. Por isso o objetivo da operação, batizada de Vitare Periculum que traduzido do latim significa risco de vida, é investigar a ameaça feita pelo servidor.

O mandado foi cumprido no endereço residencial do servidor. Além do mandado, as medidas cautelares do poder judiciário determinaram a proibição de acesso e frequência do mesmo ao IFPB e afastamento das funções pelo período mínimo de 30 dias.

O servidor pode ser autuado pelo crime de ameaça, previsto no artigo 147 do Código Penal, que prevê pena de até um ano de detenção. Ainda de acordo com a Polícia Federal, mesmo após o cumprimento do mandado, a investigação contra o servidor prossegue.

G1

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Polícia desarticula três laboratórios ‘inteligentes’ de maconha, em João Pessoa

A Polícia Civil desarticulou três laboratórios ‘inteligentes’ de maconha, em João Pessoa. Os três laboratórios cultivam o skunk, que é um tipo de maconha mais potente. Ele estavam instalados nos…

PRF inicia a Operação Proclamação da República 2019 nesta quinta-feira(14)

PRF reforçará o policiamento ostensivo e preventivo nas rodovias federais entre os dias 14 e 17 de novembro com o objetivo de coibir crimes e intensificar a fiscalização de trânsito…