Por pbagora.com.br

 

A Polícia Federal na Paraíba deflagrou, na manhã desta sexta-feira, 14, a Operação Cerco, com objetivo de combater possível crime de desvio de verbas públicas destinadas a obras no município de Alcantil.

 

A operação teve como base investigação instaurada para apurar a possível ocorrência de desvio de verbas públicas por uma associação criminosa formada por empresas de fachadas e servidores públicos do município de Alcantil durante os anos de 2012 a 2016.

 

De acordo com a PF, empresas de fachada eram utilizadas para fraudar licitações de obras públicas e os recursos que deveriam ser empregados eram desviados e repartidos entre servidores públicos, empresários e ex-detentor de mandato político sendo as obras executadas com pessoal e maquinário público.

 

A operação conta com a participação de 22 policiais federais, sendo realizado o cumprimento de seis mandados de busca e apreensão nas residências dos investigados, no município de Alcantil e zona rural.

 

As ordens judiciais foram expedidas pela 4ª Vara Federal Subseção Judicial de Campina Grande. As condutas apuradas na investigação podem, em tese, configurar os crimes previstos no art. 90 da Lei 8.666/93, art. 1º, incisos I e II do Decreto-lei 201/61, art. 1º da Lei 9.613/98 e art. 288 do Código Penal.

 

 

Redação com dados da PF

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Acidente entre moto e carro deixa duas pessoas mortas, no Sertão da PB

Um grave acidente envolvendo uma moto e um carro deixou duas pessoas mortas, neste sábado (26), na PB-232, que liga as cidades de Catolé do Rocha e Brejo do Cruz,…

Dois ficam feridos após carro capotar e derrubar poste, em João Pessoa

Duas pessoas ficaram feridas após um carro capotar e, com o impacto, derrubar um poste, na noite de ontem, sábado (26), no Acesso Oeste, no sentido para o bairro Ilha…