A Paraíba o tempo todo  |

PB participa de operação do Ministério da Justiça de combate à exploração sexual de menores

A Paraíba, representada pela Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social/ Polícias Civil e Militar, participou da Operação Parador 27, realizada no período de 02 a 18 de maio, em nível nacional, sob a coordenação do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), com o objetivo de combater crimes de exploração sexual de crianças e adolescentes em locais de vulnerabilidade, por meio de ações integradas de prevenção, de inteligência, de fiscalização e de repressão. A ação contou ainda com a participação da Polícia Rodoviária Federal (PRF-PB).

A Operação Parador 27 foi encerrada nessa quarta-feira (18), em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, e teve nos dias 03, 06, 13, 17 e 18 ações mais intensas e concentradas nos municípios de Campina Grande, Guarabira, Patos e João Pessoa. Como resultado das ações, foram apreendidos nos locais de abordagens 01 arma de fogo, 03 munições, 30 gramas de cocaína e 100 gramas de maconha. As diligências realizadas no período levaram à apuração de 02 Denúncias, encaminhamento de 12 ocorrências aos conselhos tutelares, identificação/confirmação de 08 locais de exploração sexual de crianças e adolescentes, fiscalização em 58 locais suspeitos, abordagem/alcance 882 pessoas, bloqueios/blitz em 12 locais, resgate de 19 vítimas em situação de vulnerabilidade e abordagem/fiscalização de 185 veículos.

A Operação Parador 27 ainda teve como resultado a condução de 10 pessoas e a prisão de 06 autores de práticas delituosas relacionadas ao objeto da Operação e crimes outros que foram descobertos em razão das ações perpetradas.

Na Paraíba, a operação foi coordenada pelo delegado Fernando Klayton Fernandes de Andrade (Sesds), delegado Pedro Ivo Soares Bezerra (Polícia Civil), major Everaldo Henrique Lourenço de Oliveira (Polícia Militar) e PRF Luiz Eduardo Bezerra Guimarães (Polícia Rodoviária Federal) e a participação de centenas de policiais civis, militares e rodoviários federais, em diversas cidades do Estado.

As ações de combate à violência e à exploração sexual de crianças e adolescentes mobilizaram um total de 334 policiais e 87 viaturas, em 28 municípios paraibanos e ainda contou com o apoio do Ministério Público do Trabalho, Conselho Tutelar e do Corpo de Bombeiros Militar do estado da Paraíba.

A primeira edição da Operação Parador 27 de combate à exploração sexual de crianças e de adolescentes, ocorrida entre os dias 25 e 27 de maio de 2021, obteve resultados expressivos no que tange aos indicadores de produtividade, referentes às ações desenvolvidas.

Nesse escopo, as ações policiais de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes – quer preventivas ou repressivas – mostraram-se de fundamental importância para o enfrentamento desse ilícito penal, fazendo-se necessários esforços no sentido de planejar e executar uma segunda edição da Operação Parador 27.

Além do caráter de repressão aos crimes sexuais praticados contra crianças e adolescentes, a Operação Parador 27 também possui caráter didático-informativo ao chamar a atenção de toda a sociedade para a gravidade da problemática tratada, além de mostrar a força dos órgãos de Estado, especialmente do sistema de segurança pública, sempre atentos e vigilantes ao acolhimento e proteção das vítimas e a repreensão e punição de seus algozes.

A exploração sexual de crianças e adolescentes foi elevada à categoria de crime hediondo através da Lei 12.978/2014, fazendo com que a punição seja mais rigorosa a quem favorece ou pratica esse tipo de crime, medida tomada com o intuito de reduzir o cometimento desse ilícito penal.

As consequências da exploração sexual em crianças e adolescentes são bastante danosas, comprometendo tanto o desenvolvimento psicológico e social, como também aumentando o risco de contaminação e proliferação de doenças sexualmente transmissíveis, sem mencionar os efeitos adversos de consumo de drogas lícitas e ilícitas, que estão intimamente ligados a esse tipo penal.

A Operação Parador 27 contou com a participação das Secretarias de Segurança Estaduais, das Polícias Civis e Militares dos 26 Estados e do Distrito Federal e da Polícia Rodoviária Federal.

PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe