Por pbagora.com.br

A Polícia Civil da Paraíba realizou a prisão de dois suspeitos, durante operação na manhã desta quarta-feira (16), acusados de integrar uma quadrilha especialista na produção de skunk – uma espécie de cannabis sativa hibrida resultante de cruzamentos de espécies diferentes de plantas do mesmo gênero – apelidada de “super maconha”. Agentes deram cumprimento a mandados de prisão e busca e apreensão em um condomínio de luxo, no bairro de Quadramares, em João Pessoa.

As investigações que resultaram na operação desta quarta, segundo a Polícia Civil, começaram ainda em novembro, após a prisão de dois “gerentes” da organização. Com a identificação deles, foi possível aprofundar as investigações que resultaram na identificação dos outros integrantes do grupo e no cumprimento dos mandados de prisão e busca e apreensão, sendo eles em João Pessoa-PB, Recife-PE e Pipa-RN.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, durante a operação, os agentes apreenderam skunk, maconha, haxixe, êxtase e anabolizantes, além de um veículo de luxo e R$ 40 mil em dinheiro. Os suspeitos foram encaminhados para a Central de Flagrante, no bairro do Geisel.

 

Redação

 

Notícias relacionadas

PRF apreende motocicleta adulterada no agreste paraibano

A moto possuía placa com indícios de fabricação manual. A ação ocorreu no município de Lagoa de Roça, na Paraíba A Polícia Rodoviária Federal na Paraíba recuperou, na manhã desta…

Polícia captura foragido da Justiça acusado de estupro

A Polícia Militar capturou mais um foragido da Justiça na Paraíba, que estava sendo procurado pelo crime de estupro. A prisão do acusado aconteceu na manhã desta terça-feira (26), no…