Foto: divulgação

Na tarde desta quarta-feira (24), em Campina Grande, uma mulher foi presa suspeita de espancar a filha, de 10 anos de idade, e a sobrinha, que morava com ela e tem apenas 9 anos. De acordo com a polícia, as agressões eram feitas com o uso de cinturões e cabos de vassoura.

Segundo informações repassadas pela delegada Alba Tânia Abrantes, da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Infância e a Juventude em Campina Grande, as agressões foram percebidas por uma das professoras das vítimas, que acionou o Conselho Tutelar.

Após a denúncia, o agentes foram até a casa da suspeita e a conduziram até a delegacia. De acordo com a delegada, a suspeita confirmou as agressões e alegou que as crianças seriam desobedientes.

A delegada destaca que as marcas das agressões são profundas tanto na filha, como na sobrinha, que morava com ela após a morte da mãe e da avó. As crianças foram submetidas a exame de corpo de delito no Instituto de Polícia Científica (IPC), onde as lesões foram constatadas.

Após passarem por exames no IPC, as crianças foram levadas a um abrigo municipal destinado ao acolhimento de jovens em situação de vulnerabilidade.

A mulher encontra-se recolhida na Central de Polícia.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PRF na Paraíba prende homem foragido da justiça pelo crime de estupro

A Polícia Rodoviária Federal na Paraíba prendeu em João Pessoa, nessa terça-feira (07),um homem que estava com mandado de prisão em aberto pelo crime de estupro de vulnerável. A abordagem…

Suspeita de porte ilegal de armas é presa em Santa Rita

Uma mulher de 32 anos, que responde pelo crime de tráfico de drogas, foi presa mais uma vez pela Polícia Militar, na noite dessa terça-feira (07), na cidade de Santa…