O Ministério Público através do seu Núcleo de Controle Externo da Atividade Policial deflagrou hoje (23) uma operação em um prédio do Altiplano Cabo Branco, em João Pessoa. As primeiras informações são de que o alvo seria o apartamento aonde reside um coronel do Corpo de Bombeiros. O coronel do Corpo de Bombeiros, bem como a empresa de engenharia também está sendo alvo da operação.

Agentes estiveram em uma empresa de engenharia no bairros dos Bancários e em um condomínio residencial do Altiplano cumprindo mandados judiciais de busca e apreensão e quebra de sigilo telefônico.

De acordo com as investigações, os alvos da operação são acusados dos crimes de corrupção passiva, peculado e lavagem de dinheiro, em um esquema de propina que emitia alvarás contra incêndio. Os laudos fraudados chegavam a custar entre R$ 100 e R$ 20 mil, dependendo do tamanho do estabelecimento ou do problema identificado.

 

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Fotógrafo de Maceió que realizava trabalho em Patos passa mal e morre

De acordo com informações de populares, um fotógrafo que estava na cidade de Patos para fazer um projeto em parceria com alguns estudantes, faleceu na noite de ontem (19), enquanto…

Casal é preso suspeito de transformar casa em ponto para venda de drogas em PB

A Polícia Militar prende um um casal suspeito de transformar casa em ponto para venda de drogas, em João Pessoa. A prisão aconteceu no bairro Valentina Figueiredo, a partir de…