O portal de repercussão nacional Valor Econômico, repercutiu o caso ocorrido ontem (22) na Paraíba que resultou na deflagração da quarta fase da Operação Xeque-Mate, que mirou empresários e integrantes do Tribunal de Contas do Estado (TCE) da Paraíba. Desta vez, o alvo foi o conselheiro Fernando Catão. A assessoria do TCE confirmou que a PF esteve no gabinete do conselheiro e no escritório dele.

 

A pedido da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão nas cidades de João Pessoa e Campina Grande (PB). A ação foi autorizada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). Nesta etapa, não foi apresentado pedido de prisões.

 

Segundo a PGR, o objetivo é reunir provas de um esquema criminoso que envolve o pagamento de propinas a agentes públicos para impedir a construção de um shopping no Estado.

""

Na manifestação em que embasou o pedido das medidas cautelares, Raquel Dodge afirma que há indícios de que o empresário Roberto Santiago, preso na terceira fase da operação, atuou para que o Fernando Catão suspendesse licença ambiental que havia sido concedida para a realização do empreendimento.

 

De acordo com as provas reunidas nas fases anteriores da operação, o empresário chegou a criar uma entidade supostamente de proteção ambiental para barrar a licença. A associação foi usada para apresentar denúncia ao Tribunal de Contas.

 

Além das buscas e apreensões, o relator do caso no STJ acatou solicitação da procuradora-geral em relação a outras medidas cautelares, que também têm o propósito de recolher provas da atuação criminosa dos envolvidos.

 

 

 

Redação com Valor

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Em CG, vila servia de base para operar esquema de tráfico de drogas

Cinco pessoas foram presas em flagrante, no início da tarde desta segunda-feira (21), em mais uma ação da Polícia Militar para combater o tráfico de drogas, desta vez na cidade…

Organizadores de festa em JP com suposta exploração sexual são identificados

Três pessoas foram identificadas ontem (21) como responsáveis pela festa que foi cancelada pela Vara da Infância e da Juventude por suspeita de exploração sexual de adolescentes no bairro do…