Por pbagora.com.br

Vitória Pereira, filha de Expedito Pereira, ex-prefeito de Bayeux que foi morto na manhã desta quarta-feira (09), disse que irá buscar justiça pela morte do pai e ressaltou que quer achar o autor do assassinato e tentar entender o que acontecer

“Acho que é o dever de todos nós, meu especialmente como filha, lutar pra achar quem fez isso. Isso não pode acontecer. Assassinar uma pessoa a luz do dia”, pontuou Vitória.

Ela ainda fez um desabafo com relação aos que, por terem divergências com o pai, concordam com o assassinato e disse que essas pessoas, certamente caso concordem com a brutalidade do fato, são cúmplices.

“Você pode até não gostar dele ou de suas opiniões políticas, mas você não pode concordar com o que aconteceu aqui e, se você concordar, é tão cumplice quanto” desabafou.

A delegada Vardeleia Gadí, da Delegacia de Homicídios, relatou à imprensa que Expedito Pereira recebeu uma ligação telefônica, e minutos depois saiu de casa. O telefone dele e a carteira com documentos foram apreendidos nas mãos de terceiros, no local, possivelmente com pessoas que encontraram o corpo.

 

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Advogado é preso em JP após descumprir medidas protetivas

Um advogado de 54 anos de idade foi preso, na manhã desta quinta-feira (21), pela Polícia Civil da Paraíba suspeito de praticar violência doméstica. O caso foi registrado na Delegacia…

PRF prende dois foragidos da justiça em ocorrências em 2 cidades da PB

dois foragidos da justiça em ocorrências diferentes. As prisões ocorreram nos municípios de Campina Grande e Mamanguape. A primeira ocorrência aconteceu na BR 230, em Campina Grande, quando os policiais…