Um homem está sendo procurado pela Polícia Civil de Campina Grande suspeito de violência doméstica e familiar. De acordo com a delegada da mulher Cileide Azevedo, responsável pelo caso, a ex-companheira do suspeito registrou um Boletim de Ocorrência na noite da terça-feira (6) denunciando que o homem invadiu a casa dela armado e levou o filho do casal à força.

Segundo o Boletim de Ocorrência, o ex-companheiro da vítima chegou na casa da mulher por volta das 19h30, no bairro Monte Castelo. O homem estava armado e teria ameaçado a mulher com a arma. O suspeito teria apontado o revólver para o rosto da vítima e perguntado se havia algum outro homem com ela na residência.

Ainda de acordo com o boletim, a mulher relatou à polícia que o homem saiu da residência e atirou para o alto. Em seguida, o suspeito foi embora do local levando o filho do casal, um menino de 4 anos.

Casal está separado há cerca de 6 meses

Conforme a delegada Cileide Azevedo, o casal está separado há cerca de 6 meses. Após levar a criança da casa da mãe, o homem permanece desaparecido desde a noite da terça-feira. Ele está sendo procurado pela polícia e responderá pelo crime de violência doméstica e familiar.

“Com relação à criança, o entendimento da polícia é de que não houve rapto por parte do pai, porque não há guarda unilateral para a mãe determinada pela Justiça. Tanto ele quanto ela têm poder familiar sobre o filho, o que cai sobre ele é a ameaça com a arma e toda a situação de violência”, explicou a delegada.

Ainda segundo a delegada, possivelmente o homem também não tem posse de arma. “A gente acredita que ele também não tem porte de arma e, caso isso seja confirmado, ele também responderá por isso”, disse Cileide Azevedo.

Até as 11h20 desta quarta-feira (7), as informações da delegada eram de que a polícia estava em diligências em busca do homem e da criança. As informações são do G1/PB

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ex-prefeita de Sapé é condenada a 8 anos e 4 meses de prisão

A ex-prefeita do Município de Sapé, Maria Luzia do Nascimento, foi condenada a uma pena de oito anos e quatro meses de reclusão e 333 dias-multa, por ter desviado dinheiro…

TransParaíba: bando furta quase 500 tubos e causa prejuízo de R$ 1,4 mi

Uma ação orquestrada e estruturada. É assim que a Polícia Civil da região de Picuí, no Curimataú paraibano, está classificando o furto de cerca de 460 tubos da adutora TransParaíba…