Por pbagora.com.br

 Caio Castro se meteu em mais uma confusão na noite desta quinta-feira (29), em Trancoso (BA), destino favorito dos famosos neste final de ano.

O ator chegou com um grupo de amigos em uma balada para uma festa de pré-Revéillon e já se irritou quando fotógrafos tentaram fazer uma imagem do grupo.

Caio entrou na balada e lá dentro um dos fotógrafos, que estava fazendo a cobertura da festa, foi fazer um clique dele, irritando mais ainda o ator.

Nervoso, ele deu uma cabeçada no profissional, que precisou levar pontos.

Depois do barraco, o ator foi expulso da festa acompanhando por policiais.

Há comentários de que o fotógrafo pensa em processar o global.

 

Contratado para cobrir uma celebração pré-Réveillon na madrugada desta sexta-feira, 30, em Trancoso, sul da Bahia, o fotógrafo paulistano André Ligeiro foi agredido por um convidado. O ator Caio Castro chegava ao lugar e foi fotografado a contragosto. Irritado, o ator deu uma cabeçada que feriu o supercílio do fotógrafo.

 

“Foi uma cabeçada profissional”, contou André à revista Veja. Ele declarou quase ter desmaiado, enquanto recebia os primeiros socorros, ainda no evento.
Ele precisou ser levado ao hospital, onde levou três pontos. O fotógrafo falou com a equipe de Veja a caminho da delegacia de Porto Seguro, onde registrou um Boletim de Ocorrência sobre a agressão.

 

Tentando amenizar a situação, a assessoria do ator distribuiu um comunicado confirmando a agressão e explicando que Caio Castro não queria ser clicado porque a patrocinadora da festa seria concorrente de uma marca à qual o ator é ligado. A assessoria de Caio pediu ainda desculpas aos ofendidos.

 

Segundo André, o motivo não foi dito. “Ninguém me explicou nada. Ele estava entrando na festa, a assessora disse que não queria foto, mas eu precisava tirar, então, cliquei e corri, porque ele começou a gritar. Ele correu pra cima de mim e me puxou. Algumas pessoas tentaram segurá-lo pelo braço, ele então me deu uma cabeçada", explicou à revista.

 

Segundo o fotógrafo a questão não é publicitária, já que não apareciam marcas na foto. "Isso foi uma desculpinha para abafar, entendeu? Nada justifica ele ter feito o que fez”, completou. "Eu não estava fazendo trabalho de paparazzo, eu estava trabalhando para a galera do evento”.

 

Por conta do ato, o ator da Globo acabou sendo expulso do local, o que foi confirmado pela assessoria do evento. Em nota, a direção da festa disse que jamais apoiaria qualquer ato de violência.

 

 

R7 e Redação O POVO Online

 

Notícias relacionadas

Polícia apreende armas de fogo durante ações na cidade de Mogeiro

A Polícia Militar apreendeu três armas de fogo, nessa terça-feira (11), durante o reforço das ações na cidade de Mogeiro. Além das armas – duas espingardas e um revólver –…

Polícia prende suspeito de tráfico de drogas na zona sul de JP

Um jovem de 22 anos, que estaria atuando no tráfico de drogas do Planalto da Boa Esperança, na zona sul de João Pessoa, foi preso em flagrante pelos policiais do…