O Exército Brasileiro, por meio do Sistema de Fiscalização de Produtos Controlados (SisFPC), está realizando desde anteontem a Operação Alta Pressão VII com o objetivo de intensificar o combate ao comércio ilegal de armas de fogo e munições em todo o território nacional. Na Paraíba, 17 empresas estão sendo fiscalizadas.

 

As ações acontecem de forma contínua até amanhã nos estados da Paraíba, Pernambuco, Alagoas e Rio Grande do Norte, porém, o Exército elege períodos do ano para a realização de grandes operações para evitar a proliferação de compra e venda de armas ilegais no país. Na Paraíba, oito equipes estão sendo utilizadas, totalizando 15 militares do Exército, além de policiais civis e militares.

 

Esta está sendo a segunda operação do mesmo gênero que acontece este ano. No período de 19 a 22 de junho, a Operação Alta Pressão VI, num trabalho conjunto com o apoio das polícias Federal e Rodoviária Federal, das polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros Militar dos estados e das agências fazendárias de todos os níveis (federal, estadual e municipal), resultou em 154 autuações e uma interdição, sendo apreendidas 158 armas de fogo, 30.195 munições, 105 airsoft (armas de pressão), 30 lunetas e 41kg de pólvora. Em todo o Brasil foram empregados 774 militares do Exército e 367 integrantes dos órgãos de ordem e segurança pública e agências governamentais que, no total, percorreram a distância de mais de 100 mil quilômetros, fiscalizando 906 estabelecimentos comerciais.

 

Redação

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PRF prende homem com quase 20 kg de maconha em Mamanguape

No fim da tarde deste sábado (18), a Polícia Rodoviária Federal na Paraíba, após abordagem a um veículo no Litoral Norte, flagrou o condutor de um veículo transportando aproximadamente 20kg…

Polícia prende mulher acusada de matar o marido no bairro Três Irmãs, em CG

A polícia prendeu na tarde de ontem (19), uma mulher suspeita de matar o marido a facadas, no bairro Três Irmãs, em Campina Grande, no Agreste paraibano. O crime aconteceu…